Comportamento Organizacional: Como Melhorar na Sua Empresa!


Primeiro vamos entender o conceito de Comportamento Organizacional

Atualmente, devido aos avanços em tecnologia e informação, as pessoas têm tido maiores oportunidades de se desenvolver e se tornar diferenciais no mercado de trabalho em termos de conhecimento técnico, por exemplo.

Com isso, as organizações contemporâneas têm percebido a importância do comportamento organizacional como fator competitivo nos últimos tempos.

Porém, o conhecimento técnico não é o único responsável por gerar diferencial no mercado de trabalho. É possível o trabalhador de forma geral ter muito conhecimento sobre o que faz, ter habilidade para realizar, mas não ter atitude para fazer, o que depende da decisão do mesmo.

As empresas por sua vez, têm uma importante tarefa neste contexto.

Cada empresa tem seu grupo de crenças, valores e princípios que formam sua cultura organizacional. Esta cultura é demonstrada a partir do comportamento das pessoas dentro da organização.

A tarefa das empresas diante desta realidade, geralmente do setor de RH ou gestão de pessoas, é de alinhar o mais próximo possível, o comportamento do colaborador dentro da empresa e até fora dela, em atuação pelo trabalho, ao comportamento esperado pela organização de acordo com sua cultura organizacional.

Comportamento organizacional é o estudo do comportamento dos indivíduos e grupos em situação de trabalho e seus impactos no ambiente empresarial.

O estudo desses comportamentos está relacionado a fatores de grande influência nos resultados alcançados pelas empresas como: liderança, estruturas e processos de grupo, percepção, aprendizagem, atitude, adaptação às mudanças, conflito, dimensionamento do trabalho, entre outros que afetam os indivíduos e as equipes organizacionais.

Então, o comportamento organizacional pode ser visto como o conjunto de comportamentos e atitudes praticadas pelas pessoas que compões a empresa, tanto funcionários quanto seus diretores, e o impacto que tais condutas e costumes têm sobre o andamento e desenvolvimento da organização.

Dessa maneira, o Comportamento Organizacional influencia todo o clima da corporação e pauta quais são as visões e impressões que as pessoas ligadas a ela possuem desse local de trabalho em questão.

Portanto, entender o comportamento organizacional é fundamental na dinâmica de manutenção e melhoria dos processos de gestão de pessoas, pois baliza o trabalho dos líderes e confere a estes a possibilidade de prever, e especialmente evitar problemas individuais ou coletivos entre os colaboradores, bem como estruturar métodos de liderança e estratégias de gestão efetivas para o alcance de metas e resultados desejados.

Fazer o estudo e avaliação do comportamento organizacional também visa trazer maior entendimento sobre as lacunas empresariais no sentido comportamental e cultural para o desenvolvimento contínuo e assertivo de soluções afim de: atrair e reter talentos, evitar o turnover, promover engajamento, produtividade e harmonia entre os stakeholders.

Comportamento Organizacional

Tipos de comportamento organizacional

Os tipos de comportamento organizacional variam e dependem em grande medida a estrutura que é no lugar da própria organização.

Um exemplo de um tipo de comportamento organizacional é um autocrático que se baseia numa espécie de estabelecimento ditatorial.

Este tipo de comportamento organizacional, há uma demarcação clara entre os funcionários mais baixos e aqueles que estão no ápice da organização. Os empregados são dados instruções devam seguir.

Esse comportamento organizacional não deixa muito espaço para a individualidade, porque os empregados são esperados para vestir-se para refletir um código de vestuário já estabelecido, bem como estritamente conformes aos ideais organizacionais.

Ao descrever os tipos de comportamento organizacional, é pertinente mencionar o fato de que os objetivos de uma organização também podem ter uma enorme influência sobre o comportamento em que a empresa.

Por exemplo, onde o principal objetivo da empresa é fazer como tanto lucro quanto possível, a cultura organizacional provavelmente refletirá essa meta.

Uma empresa pode ter um comportamento organizacional onde os funcionários são incentivados a exibem traços de individualismo voltada para utilizando as iniciativas para atingir os objetivos.

Este tipo de comportamento pode ser encontrado em instituições financeiras, onde os empregados recebem mensalmente ou metas trimestrais que são esperados conhecer, ou até mesmo ultrapassar.

Com efeito, em tais organizações, os postos de trabalho dos empregados podem ser dependentes de sua capacidade de cumprir os objetivos declarados, e este espírito muitas vezes se reflete no comportamento organizacional.

Também estão incluídos nos tipos de comportamento organizacional é o estilo com base no trabalho em equipe e ética. Em tais organizações, os empregados terão frequentemente uma relação cordial com a gestão da organização.

O espírito de tais organizações é uma de inclusão ao invés da exclusão. Uma empresa pode basear sua filosofia empresarial todo um de alta integridade, e este objetivo será refletido no comportamento organizacional.

Além disso, existem níveis avaliação do comportamento organizacional, conforme destacados abaixo.

  • Nível Individual

Aqui o indivíduo é avaliado a partir de seus objetivos, seus rendimentos atuais, o que atrapalha seu crescimento e quais são as diretrizes ou costumes da empresa que tornam seu clima de trabalho desfavorável.

Além disso, são estudadas as expectativas, motivações, habilidades e competências que cada colaborador demonstra individualmente através de seu trabalho a fim de delegar-lhe as atividades mais compatíveis com suas capacidades, e deste modo, desfrutar de seus talentos e potencial plenamente.

  • Nível Grupal

Ao contrário do nível individual, aqui a empresa é estudada como um todo entre um ou mais grupos.

Na avaliação entra a formação das equipes ou grupos, as funções desempenhadas por estes, a qualidade de comunicação e interação uns com os outros, além da influência e o poder do líder neste contexto.

A intenção dessa avaliação é justamente conseguir conectar as equipes e fazer com que as pessoas consigam trabalhar de maneira conjunta e efetiva.

Trazendo assim mais felicidade e motivação para os funcionários e mais retornos financeiros para a empresa, uma vez que pessoas motivadas produzem mais e com mais qualidade por estarem felizes e sendo recompensadas.

Abaixo estão alguns dos fatores que impactam diretamente a cultura comportamental da empresa e que devem ser avaliados sempre ponderando o aspecto individual e grupal.

  • Performance e desempenho de indivíduos e de equipes, tais como o crescimento, envolvimento, entrega de tarefas e entrosamento.
  • Absenteísmo (faltas) e no que elas impactam tanto para os indivíduos quanto para a corporação.
  • Participação ativa nos projetos em andamento e de como os talentos da empresa têm -sido usados na resolução de problemas e criação de novas soluções.
  • Postura colaborativa das equipes e dos indivíduos.
  • Adaptação às mudanças das equipes e dos indivíduos e de como a resistência afeta as transformações e evolução da empresa.
  • Receptividades a novos desafios e o que impede que os funcionários e equipes de estarem abertos a novas propostas dentro da empresa.
  • Comprometimento com os resultados e qual o impacto que a falta da mesma causa na empresa.
  • Iniciativa e proatividade.
  • Criatividade e inovação para propor novas soluções tanto para a criação de tarefas quanto para melhorar o desempenho de equipes dentro da empresa.
  • Motivação e engajamento que são fatores que ajudam no aumento de desempenho das equipes e que melhora consideravelmente o clima organizacional.
  • Senso crítico e analítico para criação de estratégias.
  • Foco e produtividade.
  • Visão sistêmica.
  • Inteligência emocional para aceitar mudanças, desafios e situações adversas.
  • Auto liderança, organização e disciplina.
  • Qualidade nos relacionamentos interpessoais.
  • Comunicação e profissionalismo.
  • Alinhamento com as metas e objetivos da empresa.
  • Percentual de rotatividade (turnover) e o que causa a alta rotatividade dos funcionários da empresa.

Fundamentos de comportamento organizacional

Comportamento Organizacional

Os fundamentos básicos que seguem dentro da política do comportamento organizacional seguem através de 2 vertentes em que todas as organizações precisam obter algum tipo de produto ou resultado.

A primeira delas é indicada através da produtividade que é o indicador que compara o número de unidades de output com as unidades de input necessárias para a realização desse processo, frequentemente em relação a um padrão preestabelecido.

Caso um número maior de outputs possa ser obtido a partir da mesma quantidade de inputs, a produtividade foi melhorada.

Ou, de modo semelhante, na eventualidade de um volume menor de inputs ter sido utilizado na produção de um mesmo número de outputs, a produtividade foi aumentada.

A ideia de produtividade não sugere necessariamente que alguém terá de produzir mais resultados; em vez disso, ela indica a eficiência com a qual alguém produz qualquer tipo de resultado desejado.

Consequentemente, melhor produtividade é uma valiosa medida de quão bem os recursos são utilizados em determinada sociedade. Ela sugere que menos recursos são necessários para produzir cada unidade de output.

Há menos desperdício e melhor conservação dos recursos, resultado cada vez mais apreciado por muitos na sociedade.

A segunda forma é gestão da qualidade total (TQM), que é uma tentativa integrada de melhorar a qualidade dos produtos e serviços de uma empresa por meio de uma variedade de técnicas e de treinamento.

Ela foca tipicamente na criação de um nível elevado de satisfação para os clientes por intermédio do ato de ouvir cuidadosamente seus consumidores, do estabelecimento de parcerias com fornecedores, da busca por constantes melhorias nos métodos operacionais, do treinamento dos funcionários na compreensão e utilização de ferramentas estatísticas e do envolvimento significativo dos funcionários nos sistemas baseados em equipes.

Porém, um problema que tem afetado o comportamento organizacional é a tendência das empresas de terem horizontes de curto prazo para a expectativa de retorno sobre os investimentos associados a programas comportamentais.

Essa busca por soluções rápidas algumas vezes leva os gerentes a adotar o mais novo modismo, a enfrentar os sintomas ao mesmo tempo que ignoram os problemas subjacentes ou a fragmentar seus esforços dentro da empresa.

O surgimento de programas de desenvolvimento organizacional que enfatizam ampla mudança dos sistemas e a criação de planos estratégicos de longo prazo para a gestão de recursos humanos ajudaram a trazer as expectativas, referentes aos funcionários como bens produtivos, para níveis mais realistas.

E, com isso, os conceitos fundamentais do comportamento organizacional relacionam-se com a natureza das pessoas (as diferenças individuais, a percepção, a pessoa como um todo, o comportamento motivado, o desejo de envolvimento e o valor da pessoa) e com a natureza das organizações (sistemas sociais, interesse mútuo e ética).

As ações gerenciais deveriam ser orientadas holisticamente para alcançar metas superiores de interesse dos funcionários, da organização e da sociedade.

Uma gestão eficaz pode ser alcançada de maneira mais bem-sucedida com a compreensão e a utilização das abordagens de recursos humanos, contingencial, orientada para resultados e sistêmica.

Elementos de comportamento organizacional

Os elementos que compõem o comportamento organizacional são: Necessidade e Motivação, Comunicação, Liderança, Cultura e Clima Organizacional.

As necessidades são processos pessoais e internos, muitas vezes subjetivos, que impulsionam o comportamento humano. E, elas surgem em uma situação específica e levam as pessoas a ações direcionadas à satisfação dessas necessidades, no ambiente externo.

Em seguida, a motivação é uma força, uma razão, uma necessidade interior que leva um indivíduo a um determinado comportamento.

Motivação é um tema que sempre despertou muito interesse dado a sua relação com o comprometimento, o reconhecimento e as recompensas.

A comunicação é um processo de interação e troca de informações, de transmissão de ideias e sentimentos por meio de palavras ou símbolos que veiculam uma mensagem, ideia ou sinal.

O objetivo é a compreensão e a interpretação da mensagem por parte de quem a recebe, embora nem sempre as pessoas se entendam.

A comunicação é, sobretudo, um exercício de mútua influencia, a partir da transmissão de informações, ideias ou emoções de uma parte para outra, utilizando os códigos compartilhados pelo emissor e o receptor.

E, por fim, na outra ponta, o receptor decodifica a mensagem e dá o feedback ao emissor enviando-lhe outra mensagem.

A liderança é a arte de educar, orientar e estimular as pessoas a persistirem na busca de melhores resultados num ambiente de desafios, ou seja, a liderança é uma influência interpessoal e um fenômeno social, uma capacidade de influenciar as pessoas por meio de ideias, exemplo e ações e fazer com que atinjam metas propostas ou passem a acreditar em crenças ou conceitos.

O estilo de liderança enfatiza a importância de fatores contextuais, tais como a autoridade e o discernimento do líder, a natureza do trabalho realizado pela unidade do líder, as atitudes dos subordinados e a natureza do ambiente externo.

Cultura organizacional é o conjunto de hábitos e crenças estabelecidos através de normas, valores, atitudes e expectativas compartilhadas por todos os membros da organização.

A cultura organizacional pode ser definida como “um conjunto de valores, crenças, ideologias, hábitos, costumes e normas que compartilham os indivíduos na organização.

Ela, sim, refere-se ao sistema de significados compartilhados por todos os membros e que distingue uma organização das demais.

Ou seja, a cultura e clima organizacional representa as normas informais e não escritas que orientam o comportamento dos membros de uma organização no dia-a-dia e que direcionam suas ações para o alcance dos objetivos organizacionais.

Comunicação e comportamento organizacional

A comunicação é um meio de troca de informações que, mal interpretadas, poderão causar sérios prejuízos financeiros, desencontros de execução de tarefa assim como constrangimento pessoal e organizacional.

É neste contexto que se baseia a pesquisa sobre comunicação interna e a sua importância para o desenvolvimento organizacional.

A comunicação está diretamente ligada a cultura organizacional, os meios escolhidos para a disseminação das informações, de maneira geral, fazem parte de todo planejamento.

É preciso que se leve sim em consideração a cultura, os valores, missão e objetivos das empresas, mas o mais importante é que a informação consiga contribuir para melhorias e para o alcance dos ideais da empresa, senão de nada adianta dizer que a empresa age conforme os fatores citados acima.

A comunicação na empresa tem por fim encaminhar as informações, quer dizer, transmitir o pensamento. Os suportes desse pensamento, os seus modos de expressão acontecem por meio de linguagem.

A informação oral é mais viva e também mais humana, a informação escrita, por sua vez, apresenta a vantagem de deixar um traço. A palavra é a forma de comunicação mais rápida e, por isso, a mais utilizada na indústria, como na vida corrente.

Liderança e comportamento organizacional

Comportamento Organizacional

Toda empresa precisa de uma pessoa que tenha a habilidade de acompanhar, motivar e gerir equipes de uma maneira eficaz.

O líder dentro do ambiente corporativo é o responsável por administrar os demais colaboradores, garantindo assim que os processos de trabalho estejam sendo feitos de maneira assertiva e dentro dos prazos estabelecidos.

Além disso, é importante que o líder seja uma pessoa que ajude seu pessoal a evoluir cada vez mais através da motivação, que terá.

Como consequência, melhores resultados serão alcançados e tanto a corporação quanto os funcionários se sentirão satisfeitos e felizes.

Apesar de existir um ideal do que um líder deveria ser, nem sempre essa expectativa acaba sendo alcançada. Hoje nas empresas, podemos encontrar vários perfis de líderes.

Um líder autoritário é aquele líder focado apenas na execução de demandas e tarefas. Segue rigorosamente todas as leis e regras estabelecidas pela empresa.

Sua liderança é autocrática porque só leva em conta sua própria opinião não dando abertura para contribuições de outros colaboradores ou subordinados.

E, o leader coach é o líder que exerce sua liderança baseado nos princípios do Coaching. Este profissional é aquele que conquista pelo exemplo, que inspira seus colaboradores a seguirem suas próprias ações.

E, portanto, ser um líder melhor resulta no desenvolvimento melhor de seus colaboradores e também da sua organização.

Comportamento organizacional por Chiavenato

Perante a dinâmica de constantes mudanças na forma de pensar e agir das pessoas encontra-se a empresa, que se transforma de acordo com as exigências do mercado, que cada dia se torna mais competitivo; o cenário de negócios não é o mesmo de décadas atrás.

As mudanças chegam também à forma como as organizações são geridas, hoje com uma perspectiva mais humanística, visto que as empresas começam a agregar valor ao capital humano.

Dessa forma, deixou-se de pensar apenas no capital financeiro e passou-se a dar significado ao capital intelectual, utilizado hoje como importante elemento de competitividade nas empresas. Nesse contexto, Chiavenato afirma que:

“Entramos na era da informação e estamos deixando a era industrial para trás. Na era industrial predominavam os ativos tangíveis e bens físicos como máquinas, equipamentos, instalações, ferramentas e o capital financeiro.

Na era da Informação, estão predominando ativos intangíveis e bens intelectuais. A era do tijolo e do concreto está cedendo lugar a uma nova era de ideias e concepções. O capital intelectual está em alta.

Cada vez mais, as organizações estão aumentando seu valor patrimonial por meio de ativos intangíveis e intelectuais. O conhecimento está se tornando a moeda mais importante do terceiro milênio. ”

E, com isso, as organizações começam a entender a importância de se investir no capital humano para o crescimento da mesma.

Assim, para se estudar o fator humano, é necessário primeiramente conhecê-lo, saber lidar com pessoas diferentes, saber se relacionar e se comunicar com elas; para isso a priori é necessário compreender o comportamento humano como meio de se alcançar a eficiência e eficácia das empresas.

Então, para Chiavenato, o comportamento organizacional é uma área que trata do comportamento individual, isto é de tópicos como personalidade, atitudes, percepção, aprendizado, motivação.

Além disso, o comportamento organizacional também está relacionado com o comportamento grupal, incluindo tópicos como normas, papéis, construção de equipes e conflito.

Para Chiavenato, há três níveis diferentes de comportamento nas organizações que podem ser explorados: a macro perspectiva do comportamento organizacional que discute o comportamento do sistema organizacional como totalidade;

A perspectiva intermediária do comportamento organizacional no qual aborda o comportamento de grupos e equipes na empresa; e o micro perspectiva do comportamento organizacional que trata do comportamento individual de cada colaborador ao trabalhar sozinho na corporação.

Portanto, para Chiavenato, as variáveis independentes no nível do sistema organizacional referem-se à soma da estrutura formal ao conhecimento da conduta das pessoas e dos grupos.

Já as variáveis no nível do grupo fazem menção à diferença de comportamento das pessoas enquanto trabalham sozinhas ou em grupo.

Para as variáveis no nível do indivíduo o autor ressalta a importância das características pessoais de cada um e como elas afetam o comportamento do mesmo no trabalho (valores, atitudes, personalidade, emoções, percepção, a tomada de decisão, a aprendizagem e a motivação).

Nós da Software Avaliação possuímos as ferramentas e a experiência de já ter ajudado mais de 200 empresas no Brasil e no exterior com a Gestão Empresarial, e podemos ajudar sua empresa também neste processo!

Clique no link abaixo e conheça a ferramenta que irá transformar os resultados dos seus colaboradores.

>> Clique Aqui e conheça o Software Avaliação Gratuitamente <<

Comportamento Organizacional: Como Melhorar na Sua Empresa!
5 (100%) 11 votes


E-book Grátis

Descubra os 10 passos infalíveis para uma Avaliação de Desempenho Perfeita.

Informe seu e-mail ao lado

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!