Estresse no Trabalho Pode Prejudicar o Rendimento da Sua Equipe!


Estresse no trabalho: conheça as causas

A palavra estresse significa “pressão”, “tensão” e ocorre quando nosso sistema reage a uma situação diversa do que acontece normalmente.

O estresse quando é em leve proporções faz bem para o nosso corpo, mas o problema ocorre quando há o excesso desse estresse.

São várias as formas de perceber que está com este problema pois ele causa tanto desgaste físicos quanto emocionais, e vários problemas sérios, pois dependendo da gravidade a pessoa pode até chegar a um nível depressivo.

Estresse no trabalho: sintomas

As catástrofes, mudanças significativas e os problemas do cotidiano são fatores que influencia para se ter esse problema.

Apesar de os desequilíbrios possíveis apresentarem uma gama variada, os sistemas do nosso organismo, como indica Selye, reagem em todos os casos de maneira idêntica: observa-se uma hiperatividade na substância cortical, nas glândulas suprarrenais e uma atrofia do timo (glândula endócrina).

Esta reação do organismo é geral. Em cada caso concreto difere apenas quanto à intensidade do processo de adaptação, intensidade que é proporcional à amplitude do desequilíbrio, sempre e quando os sistemas de adaptação funcionem normalmente. (KHOROL, 1975, p. 6).

A perda de um ente querido, de um amigo ou emprego pode ocasionar também sintomas de estresse.

ENGEL (1985) falou sobre o tema, e entende que a palavra stress tem sido utilizada para descrever: “os estímulos que provocam uma quebra no equilíbrio interno do organismo; a resposta comportamental por ele gerada; e a resposta cognitiva ou fisiológica intermediária entre o estímulo e a reação”.

O estresse é uma resposta do nosso organismo a uma situação diversa do que estamos acostumados e envolve questões físicas, mentais, psicológicas e hormonais

O stress é uma resposta complexa do organismo, que envolve reações físicas, psicológicas, mentais e hormonais frente a qualquer evento que seja interpretado pela pessoa como desafiante.

Nosso enfoque é na resposta do organismo a um estímulo mediado pela interpretação que lhe é dado.

Esse estímulo, interpretado como desafiador, provoca uma quebra na homeostase do funcionamento interno que, por sua vez, cria uma necessidade de adaptação para preservar o bem-estar e a vida.

A necessidade de adaptação exige a emissão de vários comportamentos adaptativos que se constituem na forma como a pessoa lida com o stress, ou seja, suas estratégias, adequadas ou não de enfrentamento (LIPP e MALAGRIS, 2001).

Proposição mais racional é que nos sentimos tristes porque choramos, raivosos porque lutamos, medrosos porque trememos e não que choramos, lutamos ou trememos porque estamos tristes zangados ou com medo, como seria o caso” (JAMES, 1890, citado por MILLENSON, 1975, pg. 407).

Ninguém se recupera para sempre de um stress pronunciado somente com o tratamento medicamentoso. É fundamental descobrir a causa do problema e desenvolver estratégias de enfrentamento para lidar não só com o episódio presente, mas também com futuras ameaças de stress excessivo.

A medicação pode, sim, ajudar a pessoa a se recuperar no momento, porém não a inocula, não a protege de futuras dificuldades. Quem teve uma forte crise de estresse possui uma grande probabilidade de reincidência, a não ser que aprenda a:

  • entender o que o estressou
  • reconhecer os sintomas
  • identificar seus limites de resistência
  • lidar com as causas.

Sintomas de estresse no trabalho

O trabalho faz parte da vida e é um meio onde crescemos e adquirimos experiência, é um lugar que devemos nos sentir produtivos quando fazemos algo construtivo.

Mas nem tudo são flores, é muito comum muitas pessoas se sentirem frustradas no ambiente de trabalho.

As grandes exigências, o autoritarismo e os seus abusos, o medo de retaliações, de perda de benefícios e até mesmo do emprego, fazem com que as pessoas se sintam sufocadas, sem liberdade para falar o que sentem e pensam.

Somos seres únicos, e nossa forma de receber e reagir a estímulos externos é diferente de pessoa para a pessoa.

O que deveria ser um meio estimulante e motivante muitas vezes se torna o nosso pior pesadelo fazendo com que o estresse e outras doenças tragam prejuízos à nossa saúde física ou emocional.

Portanto, é fundamental que os profissionais desenvolvam boas técnicas de resolução de problemas, visando eficácia em sua resolução.

Sintomas como queda de cabelo, dor muscular, irritabilidade, gastrite, depressão, esquecer facilmente das coisas, insônia, falta de concentração, dores de cabeça, prisão de ventre, alergias, ansiedade, medo,

Se você está com estes sintomas provavelmente está sob uma situação estressante no seu local de trabalho e o que se deve fazer para evitar que isso aconteça é procurar ajuda psicológica.

Adote um estilo de vida mais saudável praticando exercícios físicos e se alimentando corretamente.

Causas de estresse no trabalho: cuide da saúde

É muito normal hoje em dia as pessoas ficarem irritadas, tristes e até mesmo desapontada no ambiente de trabalho, e alguns fatores que proporciona isso são as fortes pressões do chefe, acúmulo de trabalho, não estar fazendo aquilo que gosta, falta de foco e falta de confiança do chefe com o funcionário.

Tudo isso gera uma cadeia de fator que contribui para este problema.

Cada vez mais a sociedade está em constante mudança e isso exige estratégias para sobreviver nesse meio pois.

A competitividade é cada vez mais forte, e esse alta competitividade, essa vontade de sair na frente, de vencer, pode se tornar algo prejudicial a saúde pois se não conseguir atingir determinado objetivo provavelmente irá ficar frustrado e isso lhe trará tristeza e lhe causar estresse.

Spector (2005) coloca que existem cinco situações de trabalho que podem desencadear fatores estressantes. São eles: ambiguidade e conflito de papéis, carga de trabalho, fatores sociais estressantes, política organizacional e controle.

A identificação de fatores que podem desencadear o estresse é muito importante para que a empresa possa implantar mudanças nas condições de trabalho no que se refere às possíveis influencias sobre a saúde dos trabalhadores. 

O grande volume de trabalho também é uma outra causa que proporciona o estresse no ambiente de trabalho pois muitas vezes se tem um grande volume de trabalho e pouco tempo para resolvê-lo o que lhe dá preocupação extrema que pode levar ao estresse.

Chefe irritado: quando uma pessoa está estressada e fica perto de outras pessoas, automaticamente as outras pessoas também irá se refletir e sofrer das causas desse problema, em uma empresa, principalmente nas grandes, é muito comum, depararmos com os nossos superiores irritados e isso de certa forma, acaba influenciando as nossas atitudes também.

Baixos salários: uma outra forma bem clara do que nos causa estresse são os baixos salários, quando recebemos pouco, ficamos desmotivados, tristes e angustiados e isso acaba afetando a nossa saúde de forma negativa.

Não reconhecimento: uma outra coisa que causa o estresse no ambiente organizacional é quando fazemos algo bom para a empresa e não temos o devido reconhecimento, muitas vezes nem sequer um “obrigado”.

Não estar fazendo aquilo que gosta: já ouviu aquela frase “Faça algo que goste e não terá que trabalhar um dia sequer”?

Pois bem, muitas pessoas ficam estressadas em seu ambiente de trabalho simplesmente porque odeia aquilo que faz, então se você estiver nessa situação é recomendado que se for possível e estiver ao seu alcance procurar fazer algo que goste, assim irá se sentir feliz e satisfeito com o trabalho.

Falta de confiança do chefe para com o funcionário: em muitas empresas o chefe não confia de forma alguma em seus funcionários, vive vigiando e o pressionando de forma exagerada, esse motivo também é a razão de estresse no ambiente organizacional.

Para solucionar esses tipos de problema é necessário que o gestor sempre motive os seus funcionários, é preciso também que ele defina boas condições de trabalho para que o profissional venha dar o máximo de si.

Criar ambiente de trabalho que proporcione segurança, ética e transparência; proporcionar condições de trabalho como bons salários, prêmios, benefícios baseados no mérito, reconhecendo e retribuindo toda contribuição de valor real para o negócio.

Como evitar esse tipo de estresse

Para evitar o estresse no ambiente de trabalho algumas dicas são muito importantes como:

Saiba o seu valor: você deve saber o seu real valor e independente de qualquer situação que é forte e capaz de passar por qualquer situação, nada é impossível, se for necessário a ajuda de um profissional na área é fundamental.

Alimente-se corretamente: Uma boa alimentação é essencial para termos saúde, disposição, e quando estamos bem nutridos, estamos mais preparados para lidar com diversos tipos de situações.

Durma bem: Cada pessoa tem uma necessidade diferente de tempo para dormir, algumas precisam de menos, outras de mais, saiba quantas horas é necessário para se sentir bem e durma esse tempo. Um boa noite de sono faz com que se levante mais alegre e disposto para lidar com qualquer situação.

Exercite-se: quando nos exercitamos, é liberado um hormônio chamado dopamina, esse hormônio nos dá uma sensação de prazer e bem-estar e automaticamente ficamos mais relaxado.

Evite fumar ou beber pois estes fatores não ajudam a melhorar o estresse, ao longo do tempo isso se tornará também muito prejudicial à sua saúde.

Tire um tempo para relaxar: nem tudo na vida é só trabalho, é essencial tirarmos um tempo para nos divertirmos seja com os amigos ou família, vá ao cinema, a um clube, viaje, não tenha medo de gastar tempo consigo mesmo.

Defina quais são os motivos desse estresse e procure resolver isso: questões como 1) o que está me causando esse estresse? 2) O que posso fazer para evita-lo? Pode ajudá-lo a resolver esse problema.

Não tenha medo de pedir ajuda: família, amigos, colegas, psicólogo são pessoas que pode ajudar a resolver esse problema, então, não tenha medo de pedir ajuda

Pense positivo: tente focar nas coisas positivas do seu trabalho, evite os pensamentos e as pessoas negativas

Saiba dizer não: muita gente acumula estresse por não saber dizer “não”, se algo não está ao seu alcance, não fica feliz em fazer determinada tarefa não hesite em dizer não, saiba que ninguém pode agradar todo mundo.

Não seja tão perfeccionista: quando alguém é muito perfeccionista ele cobra muito de si mesmo, qualquer erro já é motivo de ficar se martirizando e isso pode contribuir significativamente para o aumento de estresse.

Doenças relacionadas ao estresse no ambiente de trabalho

Problemas cardiovasculares: pesquisas apontam que pessoas que vivem estressadas são mais propensos a ter pressão alta e problemas de coração.

O Estresse pode aumentar o fluxo sanguíneo e a frequência cardíaca, além de provocar a liberação de colesterol e triglicérides no sangue.  Quem sofre de estresse está mais sujeito a ter ataques cardíacos.

Dores de cabeça: geralmente quem vive estressado sempre reclama de dores de cabeça, a enxaqueca também é um outro problema causado pelo estresse.

Envelhecimento precoce: o estresse pode aumentar as rugas, olheiras, formar linhas de expressões e isso dá uma aparência mais velha

Insônia: Um outro grave problema, quem vive estressado não consegue dormir normalmente, devido tantas preocupações e estresse não consegue dormir e quando se tem insônia pode notar que a pessoa fica mais irritada ainda.

Estresse no trabalho

Prisão de ventre: A flora intestinal pode ser desequilibrada por conta do estresse crônico.

Pois afeta o comportamento do indivíduo, que passa a ir ao banheiro com menos frequência, faz uma alimentação irregular e pouco saudável, bebe menos água e pratica menos exercícios físicos o que pode agravar ou contribuir para a prisão de ventre.  

Além disso, o estresse diminui o sistema imunológico, o que pode contribuir para o desenvolvimento de resfriado, herpes, gripe, psoríase e vírus e bactérias causadoras dessas doenças.

Ansiedade: é normal quando a pessoa está estressada ela fica muito ansiosa, muitas pessoas reagem a ansiedade, umas comem demais, outras não comem, e isso pode acarretar doenças como distúrbios alimentares (anorexia, bulimia, obesidade)

Infecções causadas pela baixa imunidade: gripes, resfriados, depressão, asma e até mesmo alguns tipos de câncer.

Estresse no trabalho segundo a psicologia

Para Chiavenato (1999, p. 377) “estresse é um conjunto de reações físicas, químicas e mentais de uma pessoa a estímulos ou estressores no ambiente.

É uma condição dinâmica, na qual uma pessoa é confrontada com uma oportunidade, restrição ou demanda relacionada com o que ela deseja”.

Segundo a psicologia o estresse no ambiente de trabalho ocorre devido a momentos de tensão e pressão constante. Sabemos que o estresse não é desenvolvido de um dia para o outro, mas é um processo que se faz lentamente

O estresse no trabalho desencadeia sérias consequências tanto para o funcionário como para a organização. As consequências humanas do estresse incluem: ansiedade, depressão, angústia e várias consequências físicas que podem levar a um sério processo de adoecimento.

Em alguns casos envolve-se também o abuso de drogas e álcool, alienação e redução dos relacionamentos interpessoais. Por outro lado, o estresse afeta negativamente a empresa ao interferir na quantidade e qualidade do trabalho, no aumento do absenteísmo e rotatividade e na predisposição a queixas, reclamações e greves (CHIAVENATO, 1999). 

A organização juntamente com os gerentes de linha e os especialistas de Recursos Humanos podem colaborar na identificação e redução do estresse no ambiente de trabalho.

Para os gerentes de linha fica a tarefa de monitorar cada um de seus subordinados para identificar sintomas de estresse e tomar as medidas cabíveis.

Os especialistas de RH podem utilizar pesquisas de atitudes para identificar fontes organizacionais causadoras de estresse refinando os procedimentos de seleção e colocação para assegurar uma adequação entre a pessoa e o cargo, bem como propor um planejamento de carreira de acordo com suas atitudes (CHIAVENATO, 1999). 

Estresse no trabalho prejudica a gravidez?

Estudos recentes comprovaram que o estresse pode sim prejudicar a gravidez, tanto a saúde da mulher quanto do bebê.

O bebê pode desenvolver doenças alérgicas como asmas e bronquites, há um grande risco também de ocorrer um parto prematuro, pois quando alguém está sob uma situação estressante seus músculos faz força podendo ocorrer um parto antes da hora.

Muitas vezes quando a mulher está sob uma situação muito estressante ela desenvolve problemas que pode afetar muito a sua gravidez e até ocorrer um aborto.

Dessa forma, ela deve evitar ficar sob esse tipo de situação, procurar relaxar e se acalmar para que nem a sua saúde nem a do bebê fiquem comprometidas.

As consequências que o estresse no trabalho traz

Muitas pessoas não conseguem evitar que os problemas da vida no trabalho afetem sua vida pessoal, o estresse no trabalho traz consequências como: insatisfação tanto no ambiente profissional quanto no pessoal, tristeza a pessoa pode chegar a um nível de depressão; pode se tornar antissocial; a depressão pode trazer problemas piores como o suicídio;

Os trabalhadores estressados têm maiores dificuldades em se integrar ao mercado de trabalho.

Estamos vivendo a época em que, sob a égide de uma sociedade moderna, os empregados cada vez mais vêm perdendo os seus direitos, renunciando, inclusive, ao direito de preservarem a sua saúde.

Muito se tem debatido atualmente sobre o tema “qualidade de vida” nas empresas. Investir na qualidade de vida dos colaboradores pode trazer grandes vantagens às empresas.

Pois além de reduzir o índice de afastamento dos colaboradores e a melhoria dos relacionamentos interpessoais dentro da companhia.

A falta de qualidade de vida no trabalho pode gerar muitos transtornos na vida dos profissionais e, consequentemente, na vida das empresas.

“Os problemas físicos aparecem com maior intensidade, e o psicológico fica bastante afetado pela ausência de qualidade de vida”, afirma Valéria Martins, diretora da Physicus Terapias Integradas.

As constantes crises de estresse, descontentamento e irritação estão intimamente ligadas com a falta dessa qualidade de vida, e afeta o rendimento pessoal, e também os problemas profissionais são levados para casa, afetando o relacionamento familiar.

Além de tudo, pode levar a um estágio mais crítico, a pessoa pode tentar “relaxar” e acabar se envolvendo nos mundos das drogas, do álcool e do tabagismo.

Estes programas de qualidade de vida são ótimas ferramentas para motivar os funcionários, já que ensina as pessoas a se valorizarem.

Para Eduardo Pellegrina, gerente de Recursos Humanos da Motorola, não é necessário um grande investimento para implantar programas que melhoram a qualidade de vida nas empresas.

Um programa de nutrição e exercícios físicos na empresa seria uma ótima opção e de baixo custo, ele ainda comenta que o mercado está muito competitivo e a empresa que tem problemas com funcionários não funciona bem e nem tem competência para competir.

Infelizmente muitas empresas ainda não entenderam que trazer uma boa qualidade de vida para os funcionários, não é bom só para os funcionários, mas para elas também, pois qualidade de vida é estar bem consigo mesmo, e quando o funcionário está de bem com a vida ele é mais produtivo e traz mais resultado positivos para as empresas.

Estresse no trabalho e na vida pessoal

O estresse no trabalho pode afetar drasticamente a sua vida pessoal, pois muitos não sabem separar a vida pessoal do profissional e acaba afetando outras áreas, pois, todas as áreas estão interligadas então se tiver estressado no seu local de trabalho logicamente irá ficar triste e acabar refletindo em sua vida pessoal.

Depressão e estresse no trabalho

É um distúrbio que há muito tempo acompanha a humanidade, é caracterizada como uma doença emocional, pois está ligada com as nossas emoções.

Essa doença causa tristeza, pessimismo, baixo autoestima e vários outros sintomas.

Segundo Hazlett Stevens, a maioria dos trabalhadores já vivenciou ou vivencia momentos de descontentamento, desgaste emocional, sentimento de injustiça e conflitos interpessoais no trabalho.

Com a alta competitividade e exigência do mercado as empresas exigem mais esforço e dedicação dos funcionários, mas apesar disso, as empresas devem se preocupar e investir em ações que contribuem para uma boa saúde dos seus colaboradores seja saúde física ou mental.

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde, só no ano passado mais de 75 mil de pessoas foram afastadas do seu trabalho por causa da depressão.

A alta pressão, o estresse faz com que os funcionários se tornem vítimas de seu próprio trabalho, algo que deveria lhe gerar felicidade e bem-estar é visto como um “inimigo” à saúde do trabalhador.

Tratamento para o estresse no trabalho

A prática da yoga é um ótimo aliado para combater o estresse, pois esse exercício trabalha com a postura e a respiração.

Ele está diretamente ligado com o sistema endócrino que libera glândulas responsáveis por aliviar o estresse trazendo sensação de prazer e felicidade.

A prática da acupuntura também é um ótimo tratamento pois através dele é liberado endorfina no corpo (hormônio responsável pela sensação de prazer e bem-estar) e diminui as dores do corpo e consequentemente alivia o estresse.

Psicoterapia: a ajuda de um psicólogo é  fundamental para te ajudar a passar por esse momento, conversar com ele vai te ajudar a ter uma nova perspectiva de vida e adotar hábitos mais saudáveis.

Estresse no trabalho

Estresse no trabalho: Dicas para relaxar

Se você está passando por um momento assim aqui vai algumas dicas para relaxar:

  • Faça atividades físicas: você deve estar cansado de ouvir o quanto atividade física faz bem para saúde, pois bem, se você tem alguma dificuldade em fazer exercícios, procure algo que você goste, tente adaptar um exercício que seja compatível com o seu corpo, pelo menos 20 minutos por dia já ajuda a relaxar.
  • Vá a um Spa: passar um dia no spa pode te ajudar a relaxar e muito, mas se não tiver dinheiro, peça seu esposo (a), namorado (a), sua mãe, um amigo e até mesmo você mesmo para fazer uma massagem, isso ajuda muito a relaxar.
  • Saia com os amigos: nem tudo é só trabalho, tire um tempo a si mesmo, saia com os amigos, vá ao cinema, a uma pizzaria, os amigos são ótimas fontes para nos divertirmos e esquecermos dos problemas. Vai lá!
  • Leia um livro: quando lemos, viajamos sem sair do lugar e esquecemos de tudo e todos lá fora, procure algo do seu interesse, mas se não gostar de ler, veja um filme, uma série ou até mesmo um jogo de futebol.
  • Faça meditação: estudos comprovam que a meditação faz bem tanto para a mente quanto para o corpo, quando você medita, você fica em sintonia com a natureza e com o mundo espiritual e isso pode te ajudar a ficar muito relaxado. Você pode fazer quanto tempo quiser, coloque uma música calma e se concentre em coisas boas.
  • Tire um tempo para fazer aquilo que gosta: se você tem um hobbie, se gosta de pintar, cozinhar, cantar, ler ou qualquer outra coisa não hesite em fazê-lo.
  • Durma bem: evite mexer em redes sociais antes de dormir e crie um hábito de dormir e acordar todos os dias no mesmo horário
  • Tenha um animal de estimação: os animais são tão amigáveis e nos traz um sentimento de amor e carinho fazendo nos sentir amado e querido.
  • Cuide da sua beleza: arrume para si mesmo, isso pode melhorar sua autoestima.
  • Viaje nas férias: faça um sacrifício para viajar e conhecer lugares novos e pessoas novas nas suas férias.
Estresse no Trabalho Pode Prejudicar o Rendimento da Sua Equipe!
4.7 (94%) 10 votes


E-book Grátis

Descubra os 10 passos infalíveis para uma Avaliação de Desempenho Perfeita.

Informe seu e-mail ao lado

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!