25 Motivos Para Investir No Engajamento Dos Colaboradores E Crescer Na Crise


Investir no engajamento torna seu colaborador mais produtivo para a sua organização, o que, consequentemente, aumenta a lucratividade.

Engajamento

Mesmo isto sendo um fato comprovado, infelizmente, muitos gestores não estão convencidos de que vale a pena investir no engajamento de seus colaboradores.

Confira 25 razões pelas quais vale a pena investir no engajamento dos funcionários:

1. Empresas com empregados engajados possuem melhor performance

As empresas com empregados engajados superam aquelas que não os possuem em cerca de 202%.

O motivo é muito claro: empregados engajados são mais felizes e estão motivados a trabalharem mais para você.

Se todos (ou a maioria) de seus colaboradores estão envolvidos, pense nas possibilidades que sua empresa terá de inovação e colaboração.

Há um livro chamado “Faça mais dinheiro fazendo seus funcionários felizes” (Make more money by making your employees  happy – Dr. Noelle Nelson), que todos os líderes deveriam ler.

Nesta publicação há vários exemplos de empresas que alcançaram um grande sucesso a partir da forma de tratar seus colaboradores.

2. Implemente feedbacks regulares

As empresas que implementam feedbacks regulares com seus colaboradores tem taxas de rotatividade que são 14,9% mais baixas do que as empresas que não fazem isso.

O fator mais importante que podemos entender com esta estatística é que o feedback regular oferece clareza aos colaboradores, ou seja, dão as coordenadas do que eles devem fazer para executar um bom trabalho. Por isso, você não deve esperar até o final do ano ou mês para dar feedback a seus empregados. Faça isso quando julgar necessário.

Dessa forma, os colaboradores serão capazes de ter uma visão clara de do que eles estão fazendo e serão capazes de se ajustar às necessidades da empresa.

Certamente você não vai querer que seus colaboradores fiquem questionando suas próprias habilidades, pois isso acaba causando tensão desnecessária.

Esse estresse é um dos fatores que levam ao turnover (rotatividade de pessoal), pois é uma das formas dos colaboradores se sentirem desconfortáveis e insatisfeitos.

 

Engajamento

3. Alto Engajamento = Baixo Absenteísmo

Absentismo é um padrão que indica ausências no trabalho. Isto é, o colaborador passa a não cumprir suas obrigações, seja por faltas ou por ficar “enrolando” no trabalho.

O alto envolvimento dos colaboradores leva a um absenteísmo 37% menor. Contudo, há duas partes para esta estatística. A primeira envolve o absentismo voluntário e a segunda parte, o involuntário.

Muitas pessoas quando não estão envolvidas com o trabalho e após um longo período de expedientes tediosos se sentem infelizes, acabam faltando alguns dias no trabalho e inventando desculpas por não quererem estar lá. Este é o absenteísmo voluntário e, obviamente, você não quer que isso ocorra em sua empresa.

O absenteísmo involuntário é muito mais comum e também mais grave. O estresse do colaborador é proveniente de ele odiar o seu trabalho, o seu chefe e até mesmo odiar a sua vida, o que pode levar a quadros de problemas mentais graves, como depressão, ansiedade, síndrome do pânico e entre outros.

Se houver engajamento por parte de seus colaboradores, a probabilidade de você ter que lidar como absenteísmo, seja voluntário ou involuntário, será muito menor. Ao invés disso, você irá construir uma equipe forte e motivada.

 

4. Não Ignore Seus Colaboradores

O engajamento cai para 2% em equipes com gerentes que ignoram seus colaboradores. Esta é uma estatística que está bastante relacionada com a importância do feedback regular e frequente, como mencionamos anteriormente.

Os colaboradores precisam sentir que pertencem à empresa e ter a impressão de que você, como líder, realmente se preocupa com o que se passa com eles e com seus trabalhos.

O sentimento de solidão e isolamento é uma garantia de que o engajamento em sua equipe vai cair significativamente.

Um estudo descobriu que ser ignorado é ainda pior do que ser intimidado no trabalho. Por isso, é importante que você trabalhe duro para fazer com que todos se sintam incluídos na equipe e tente ajudar a fomentar essas relações.

Não ignore seus colaboradores mas, ao invés disso, os faça sentirem-se importantes e como peças fundamentais da organização.

 

5. Empregados Engajados Faltam Menos Dias Por Doença

Empregados engajados faltam 2,69 dias/ano, enquanto que aqueles que estão insatisfeitos faltam cerca de 6,19 dias/ano por motivo de doença.

Colaboradores engajados faltam menos por motivo de doença, o que remonta ao conceito de absenteísmo voluntário/ involuntário que falamos no tópico anterior. Isso porque, caso haja o envolvimento da equipe, o ambiente tende a ser mais saudável.

Uma cultura organizacional tóxica adoece os colaboradores, os fazendo ficar deprimidos e estressados, o que acaba impactando também na saúde física.

Como sabemos, o absenteísmo dos funcionários custa muito dinheiro no que diz respeito à perda de produtividade.

Por isso, é sempre melhor investir os recursos necessários no engajamento dos colaboradores.

 

6. Maior Envolvimento Leva a Lucros Mais Elevados

Aumentar os investimentos no engajamento e motivação dos colaboradores em cerca de 10% eleva os lucros que esses empregados irão dar a empresa, por ano.

Embora seja importante investir no envolvimento dos colaboradores, você não precisa investir muito. Isto é, com um esforço mínimo você pode ter colaboradores satisfeitos, felizes e engajados. O segredo é apenas ser coerente.

Engajamento

7. Empregados Engajados Mantêm Clientes

Tenha em mente que as taxas de retenção de clientes são cerca de 18% maiores quando os colaboradores estão altamente envolvidos.

Isto remete sobre o que é a “cadeia de serviço-lucro”, que é a teia que se estende em como você trata seus colaboradores até ao caminho que leva ao cliente que adquire o produto/serviço de sua empresa e, dessa forma, gera a lucratividade.

Se os colaboradores estão satisfeitos, eles vão fornecer um melhor serviço aos clientes, o que levará à fidelização do consumidor e, consequentemente, ao aumento dos lucros.

Compreenda que seus clientes nunca serão felizes até que seus empregados estejam também satisfeitos.

 

8. O Poder Dos Gestores

Os colaboradores que possuem gerentes altamente engajados, possuem uma probabilidade de 59% de se envolverem com o trabalho.

Isso porque, segundo uma pesquisa da Gallup, que é um instituto americano especializado em pesquisas de Recursos Humanos, os chefes respondem por cerca de 70% da variação nas pontuações de envolvimento dos colaboradores.

Isso significa que os gerentes são realmente a chave para garantir que os colaboradores estejam motivados e engajados. Por isso, a formação o desenvolvimento e treinamento de gestores é uma área que merece constante atenção.

As características de liderança podem ser aperfeiçoadas. Assim, o investimento nos gestores irá influenciar diretamente no entrosamento das equipes de trabalho e motivação dos colaboradores.

 

9. Colaboradores Engajados Ocasionam Menos Desfalques

Equipes com alto envolvimento dos colaboradores têm 28% menos de desfalque (roubo interno). Infelizmente, o roubo interno é um problema real vivido por várias empresas.

Contudo, quando um colaborador está motivado e envolvido com o trabalho, ele não irá querer roubar da empresa.

Ao contrário disso, ele se preocupa genuinamente com a organização, pois sente como se fizesse parte dela.

Ter empregados engajados irá fazer com que você não tenha prejuízo e evitará dores de cabeça.

 

10. Hora Extra Necessária

Empregados altamente engajados são 2,5 vezes mais propensos a ficar no trabalho até tarde se algo precisa ser feito.

O importante para entender sobre esta estatística é que se for preciso que eles fiquem até mais tarde no trabalho não será algo forçado, pois eles estarão perfeitamente bem em passar um pouco do horário se precisam terminar um projeto.

Quando um colaborador é apaixonado por seu trabalho, ele não fica consultando o relógio a todo momento para conferir se está na hora de sair. Ele nem sequer percebe isso.

Contudo, quando isso acontecer, reconheça o esforço de sua equipe e deixe bem claro que estes momentos são uma exceção, já que o excesso de trabalho pode levar ao esgotamento e à queda de produtividade, o que é altamente não recomendado.

Não esqueça de pagar as horas extras ou fazer um banco de horas que posteriormente pode ser convertido em folgas para sua equipe.

Engajamento

11. Os Empregados Querem Apenas Ser Felizes

36% dos empregados optariam por ter um salário menor caso estivessem satisfeitos e felizes com o seu trabalho. O clichê é verdadeiro: Dinheiro não compra felicidade.

O que as pessoas realmente querem é desfrutar suas vidas. Por isso, mesmo que estejam ganhando um bom salário, mas estiverem se sentido infelizes e com uma carga de tensão muito grande, não irá valer a pena.

Ao invés de querer resolver tudo com dinheiro, os bons líderes devem criar um ambiente onde os colaboradores podem ser autênticos e evoluir como profissionais e pessoas.

 

12. Alto Envolvimento = Ótima Relação Com Clientes

Como todos sabemos, é muito mais fácil agradar um cliente atual do que conquistar um novo cliente. Além disso, os clientes fidelizados irão indicar seu produto/serviço para as outras pessoas.

No mundo dos meios de comunicação social e opiniões da Internet, o famoso “boca a boca” é de longe a sua melhor ferramenta de marketing.

Faça tudo o que puder para garantir que seus colaboradores estejam felizes e tenham tudo o que precisam para fazer um bom trabalho. O segredo para fazer isso? Pergunte-lhes do que eles precisam!

13. Contratar Melhores Candidatos

Contrate pessoas com inteligência, entusiasmo e personalidade, não apenas por uma boa qualificação no currículo.

Candidatos de boa qualidade são muito mais propensos a querer se juntar a uma organização. Aproveite a entrevista para testar o perfil do candidato e ver se ele tem o entusiasmo que você deseja no seu colaborador.

Quando o perfil do candidato bate com o da empresa, o engajamento ocorre de maneira natural e espontânea.

 

14. Diminua a Rotatividade e Retenha seus Melhores Talentos

Tendo potencialmente gasto muito tempo e dinheiro contratando um excelente membro para a equipe, é muito importante que você o mantenha. É muito mais fácil manter os colaboradores que estão engajados e envolvidos no negócio do que ter que contratar novos colaboradores, independentemente do salário.

Colaboradores engajados tem um interesse muito maior no sucesso do negócio e sua parte nele e são, portanto, mais leais.

 

15. O Nível de Satisfação está Diretamente Ligado ao Engajamento

A retenção de pessoal também está relacionada à satisfação do colaborador. Quando a boa equipe é cercada por outros bons colaboradores que estão envolvidos pelas metas da empresa, todos se sentem mais felizes em um ambiente harmônico.

Colaboradores que estão satisfeitos são muito mais propensos a serem leais e comprometidos com o negócio.

 

16. A importância da Comunicação Aberta entre Gestor e Colaborador

Uma boa comunicação é vital para qualquer negócio. Colaboradores satisfeitos e engajados são muito mais propensos a dialogarem abertamente do que os descontentes.

Haverá menos perda de comunicação porque eles vão sentir que estão trabalhando em direção a um objetivo comum.

Engajamento

17. Entusiamo é a Chave para o Engajamento

Colaboradores entusiasmados são mais focados e motivados. Há muitos estudos que mostram que quanto mais motivado um membro da equipe se torna, menor a sua taxa de ausência. Eles estão mais comprometidos com o sucesso do negócio e a colocar mais esforço ou “ir mais longe”.

 

18. Eleve a Moral da Equipe.

Um colaborador totalmente engajado é mais feliz, mais produtivo e seu nível de moral é maior.

Isso é ainda mais importante em tempos difíceis porque um melhor estado de espírito pode significar um melhor trabalho em equipe e um melhor reconhecimento ao lidar com situações difíceis. Isso pode resultar em melhores resultados ou fazer o melhor de uma situação ruim e um ambiente de trabalho menos estressante.

 

19. Menor Índice de Ociosidade

De acordo com pesquisas, as empresas onde os empregados possuem alto nível de envolvimento apresentam um índice cerca de 37% inferior de ociosidade no ambiente de trabalho.

 

20. Velocidade no Onboarding

No livro “Os primeiros 90 dias”, de Michael Watkins, o autor descreve que, normalmente, leva 90 dias para que um colaborador comece a acrescentar “valor” real para uma empresa.

No livro, Michael explica que o processo de integração é a parte mais importante. Por isso, se você deve otimizar o seu processo de integração, essa quantidade de dias pode ser diminuída, fazendo com que os colaboradores comecem a criar um valor muito mais rápido.

Se você não tiver um processo de integração configurado adequadamente, os colaboradores podem levar ainda mais tempo antes de começar a agregar valor à organização, o que custa dinheiro diariamente ao seu negócio.

 

21. Cultura de Inovação

Através da sensação de pertencimento, os colaboradores tem pensamentos de dono da empresa. Por isso, se preocupam com o futuro da empresa e investem mais energia naquilo em que estão trabalhando. E uma cultura voltada para a inovação só pode existir se os colaboradores realmente sentem com vontade de promover mudanças.

 

22. Invista na Formação de Gestores

Liderança não é uma questão de “genética”. Muitos líderes enfrentam dificuldades ao gerir pessoas pois não compreendem as expectativas dos outros, nem sabem como motivá-los. Na opinião de Elton Moraes, consultor do Hay Group, é preciso investir no gestor em potencial por meio de treinamentos ao longo de sua carreira. E isso pode levar tempo, mas os benefícios são incríveis.

 

23. Trace Um Plano de Carreira

Um dos grandes gargalos das empresas é o trabalho de sucessão. Pessoas engajadas querem saber onde, como e quando podem crescer na empresa. “Quais são os critérios, os comportamentos esperados e como a empresa está estruturada para preparar pessoas?”As empresas tem dificuldade de preparar novos líderes, mapear as trilhas de carreira que irão auxiliar as pessoas no seu crescimento profissional e fazer isso ser percebido no dia a dia.

24. Vantagem Competitiva

A competitividade é uma consequência natural do treinamento e desenvolvimento do capital humano de uma empresa. Ter vantagem competitiva é possuir um diferencial que os concorrentes não possuem e o treinamento possibilita conseguir melhores posições no ambiente organizacional, entregar produtos e serviços de qualidade, ter preços atrativos e atendimento diferenciado.

A busca por colaboradores mais preparados e adequados aos objetivos da empresa gera não só mais resultados, como também coloca a empresa a frente da concorrência.

25. Redução de custos

Profissionais capacitados utilizam as técnicas corretas para a execução das rotinas diárias, reduzindo os gastos com materiais desnecessários. Além disso, o empregador economiza com encargos trabalhistas na hora de contratar ou demitir um colaborador.

 

Vimos que são muitos os benefícios de se investir no engajamento dos colaboradores, e a maneira mais correta é fazendo uma pesquisa de clima para saber exatamente como está a satisfação dos seus colaboradores.

Nós da Software Avaliação possuímos as ferramentas e a experiência de já ter ajudado mais de 200 empresas no Brasil e no exterior com a Avaliação de Desempenho e podemos ajudar sua empresa também neste processo!

Clique no link abaixo e conheça a ferramenta que irá transformar os resultados dos seus colaboradores.

>> Clique Aqui e conheça o Software Avaliação Gratuitamente <<

25 Motivos Para Investir No Engajamento Dos Colaboradores E Crescer Na Crise
Qual pontuação você daria?


E-book Grátis

Descubra os 10 passos infalíveis para uma Avaliação de Desempenho Perfeita.

Informe seu e-mail ao lado

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!