Modelo Canvas | Sua Empresa Vista De Frente!20 min read


Provavelmente você já ouviu falar no Modelo Canvas de construção de um negócio. Caso não tenha ouvido, o Canvas é uma ferramenta estratégica da administração, criado por Alexander Osterwalder, um Suíço e importante estudioso da administração, que desenvolveu o método como uma evolução de sua tese PhD em 2004, para a Universidade de Luisiana.

A grande maioria das pessoas associam as inovações apenas aos produtos que podem ser gerados, pois é através deles que as empresas apostam na divulgação desses produtos.

Porém, muitas vezes o sucesso ou o fracasso dessas novas iniciativas pode não estar associado às suas características, mas sim como é montado seu modelo de negócio.

O Modelo Canvas descreve a lógica de como uma organização cria, proporciona e obtém valor.

Com esse método, pode-se simular diferentes situações para os 9 elementos de um modelo de negócios, sendo eles segmento de clientes, propostas de valor, canais, relação com os clientes, fluxos de rendimento, recursos chaves, atividades chave, parcerias chave e estrutura de custos

Mas o Que é o Modelo Canvas na prática?

O Modelo Canvas é uma ferramenta muito prática e visualmente ótima para que você estruture um negócio que deseja começar, reestruture um que já exista ou até mesmo o utilize em âmbitos.

Ele praticamente toma lugar de um Plano de Negócio, isso por que o Plano de Negócio por ser tão longo e muitas vezes também complicado de se entender a fundo.

No Plano de Negócio, você enxerga a estrutura de como será o negócio de forma detalhada com estimativas e tudo que é preciso para que ele dê certo.

Já no Canvas você visualiza se a fonte do seu produto/serviço está alinhada da compra da matéria prima até a venda ao cliente e isso não tem haver com burocracia e sim com pura estratégia de atuação.

Abaixo segue um esboço de um Modelo Canvas e suas interconexões.

O mais importante a se saber sobre o Canvas é que ele tem uma ordem a ser seguida e embora pareça simples os itens, é muito fácil se perder no meio do caminho.

Um exemplo é quando uma empresa fabrica carros de luxo e vende muito bem, e de repente, deseja abocanhar outra fatia do mercado criando uma linha de carros mais baratos.

No começo dá certo, mas logo as vendas do artigo de luxo começam a cair e é ai que o Canvas entra, explicando o porquê e evitando que isso ocorra.

 O Modelo Canvas é uma ferramenta que permite a descrição de modelos de negócio através de nove grandes blocos:

modelo canvas

  1. Segmento de Clientes: para quem estamos criando valor?
  2. Propostas de Valor: que valor entregamos a nossos clientes?
  3. Canais: como alcançamos e queremos alcançar nossos clientes?
  4. Relacionamentos com Clientes: que tipo de relacionamento esperamos ter com nossos clientes?
  5. Modelo de Receitas: por que valor os clientes estão dispostos a pagar?
  6. Principais Recursos: quais os principais recursos que nossa proposta de valor requer?
  7. Principais Atividades: quais as principais atividades requeridas por nossa proposta de valor?
  8. Alianças: quem são nossos principais parceiros?
  9. Estrutura de custos: quais são nossos principais drivers de custo?

É fundamental iniciar sempre com o lado direito do Canvas que representa o valor que vai/ deve ser gerado, ou o lado direito do cérebro que representa a emoção.

Só depois de definir as categorias 1 a 5 é que devemos partir para o lado esquerdo do cérebro (o lado da lógica) que no Modelo Canvas representa as categorias 6 a 9 relacionadas com a eficiência.

Comece com o seguinte tripé: Cliente-Proposta de Valor-Modelo de Receita.

Escolher um cliente ou um segmento de clientes, clarificar sua proposta de valor e discutir a melhor forma de gerar receita através dela, facilita a descrição do lado de valor do modelo de negócio.

Vale a pena aprofundar primeiro nestes três itens antes de definir as categorias de canais e relacionamento com clientes, ou qualquer outra categoria.

Utilize post-its coloridos, mas mantenha sempre a mesma cor por cliente em todo o Canvas.

Não é fácil realizar as conexões entre as nove categorias e portanto se mudar de cor constantemente vai ser fácil se perder.

Se tiver definido que mulheres entre 30 e 40 anos é um segmento de clientes que quer explorar, defina uma cor – por exemplo vermelho – e utilize esta mesma cor ao definir a proposta de valor, a forma como vai gerar receitas com este tipo de cliente, a forma como vai se relacionar e os canais que vai utilizar.

Esta consistência de cores é importante nestas primeiro cinco categorias, mas não é necessário manter no lado esquerdo do Modelo Canvas onde as parcerias, os recursos, as atividades e a estrutura de custos tendem a ser compartilhados pelos diferentes tipos de clientes.

Em alguns casos é interessante sustentar parte da informação com números – diversos dados que reforcem o ponto de vista.

Por exemplo, se existe um grupo de clientes que representam 20% das receitas, mas 80% do lucro, é bom escrever isso no Canvas.

Se somente existem 4 parceiros no mercado para um tipo de tecnologia que você pretende comercializar, é bom clarificar no Canvas.

Se internet é o canal utilizado por 80% dos seus clientes, escrever esse dado no Canvas exemplifica melhor o desafio.

Não se trata de buscar justificar tudo – nem pensar – mas se os dados estão à mão ou na cabeça dos participantes, não deixe de usá-los.

Importância do Modelo Canvas

Em um mercado cada vez mais complexo e competitivo, é de fundamental importância planejar as atividades e áreas que devem ser priorizadas nas estratégias da empresa, evitando assim desperdício de energia com atividades que não conduzem ao resultado planejado.

Para ajudar a organizar as suas idéias de negócios, o Modelo Canvas é uma ótima saída.

Trata-se de uma ferramenta de gerenciamento estratégico, que permite desenvolver e esboçar modelos de negócio novos ou existentes.

É um mapa visual pré-formatado contendo nove blocos do modelo de negócios.

Este método será um mapa dos principais itens que irão constituir uma empresa, que deverá estar sempre sendo revisado cada quadrante ao longo do tempo para saber se cada um está sendo bem atendido.

Caso contrário, será necessário fazer alteração em algum deles para se conseguir um melhor resultado.

O mapa é um resumo dos pontos chave de um plano de negócio, mas não deixa de excluir um plano de negócio em si.

Trata-se de uma ferramenta menos formal que pode ser utilizada com mais frequência no dia a dia.

Altamente visual, prática e dinâmica para toda empresa que deseja estruturar o seu modelo de negócio, proporcionando um entendimento coeso dos componentes chaves a serem desempenhados pela organização, levando à conclusão de seus objetivos.

A partir da visualização clara dos principais componentes do modelo de negócios, o gestor pode ter uma visão estratégica de novas ações a serem implementadas para melhoria do desempenho da organização, assim como entender como a sua empresa deve agir para entregar valor ao seu público alvo.

Além disso, somente a partir de uma validação do modelo de negócios, através de feedbacks do mercado e ajustes para aperfeiçoamento do modelo, é interessante que enfim ocorra a criação do Plano de Negócios.

Sendo assim, terá um entendimento mais amplo sobre estratégias e projeções futuras da empresa, pois é com um modelo de negócios validado e efetivo que se pode pensar sobre como a empresa pode ganhar escala.

Por que o Modelo Canvas é Importante Para a Inovação Organizacional

Como uma organização pode inovar?

Essa é a questão que todos os líderes empresariais devem estar se perguntando. Falhar na inovação com sucesso pode significar fechar suas portas no clima comercial e tecnológico de hoje.

Para alcançar a inovação organizacional, todas as facetas de uma empresa precisam se mover na mesma direção.

Isso pode ser difícil sem uma visão clara do que é seu modelo de negócios e como suas atividades devem estar alinhadas.

Você precisa identificar o que sua empresa quer – e está preparada – fazer antes que a inovação possa passar de uma palavra-chave para uma ação.

Você está familiarizado com uma tela de modelos de negócios? Você deve se familiarizar – o Modelo Canvas é uma metodologia em ascensão.

Isso ajuda as empresas a visualizar e posicionar seus modelos de negócios para o crescimento e a inovação.

O  Modelo Canvas quebra seu modelo de negócios em segmentos facilmente compreendidos: parceiros-chave, atividades-chave, recursos-chave, propostas de valor, relacionamentos com clientes, canais, segmentos de clientes, estrutura de custos e fluxos de receita.

Ao expor esses elementos da sua empresa, você pode reconhecer e atuar em áreas que podem ser melhoradas.

Esse método também revela caminhos claros para construir sua estratégia de inovação organizacional.

Ganhar uma melhor compreensão do seu negócio ajuda você a comunicar seus objetivos para sua equipe.

Ajuda a comunicar aos clientes por que eles devem fazer negócios com você.

Ajuda a focar o que sua empresa faz e como ela continuará a fazê-lo – com sucesso – no futuro.

Como pode ajudar a inovação organizacional?

A inovação é perturbadora. Mas, nem todas as empresas estão preparadas para a interrupção.

Para que uma organização inove, tem que ter uma estratégia bem ajustada que a guie para um futuro modelo de negócio viável.

Usar uma ferramenta como o Modelo Canvas pode servir para unir sua empresa sob uma visualização clara de onde sua organização está hoje e onde pode estar amanhã (e como ela chegará lá).

O Model Canvas move a inovação do estágio ‘in-theory’ e na fase de planejamento.

Você verá claramente, por exemplo, quais são seus principais fluxos de receita e como eles podem se complementar.

Ou, poderá examinar mais de perto suas proposições de valor e descubrir melhores maneiras de posicionar seu produto ou serviço aos clientes.

Use segmentos de clientes para descobrir exatamente com quem você está falando e como abordá-los de forma mais eficaz.

O futuro da sua empresa está escondido nos detalhes. Encontre e você estará pronto para inovar com sucesso.

modelo canvas

Benefícios do Modelo Canvas

O Model Canvas é uma ferramenta empresarial que permite visualizar, projetar e reinventar seu modelo de negócios.

Para muitas startups, o uso da ferramenta pode ajudá-los a desenvolver uma visão clara de sua proposição de valor, operações, clientes e finanças.

Como proprietário de uma pequena empresa, você pode usá-lo para identificar como os diferentes componentes de sua empresa se relacionam entre si.

Isso é poderoso ao decidir onde você precisa concentrar seu tempo e atenção à medida que você começa e cresce seu negócio.

Muitos empresários e pequenas empresas iniciantes estão tão ocupados tentando começar e sobreviver que passam pouco tempo planejando.

Quando eles tentam planejar, eles geralmente estão confusos e não sabem por onde começar.

Esta ferramenta estabelece uma estrutura abrangente para o desenvolvimento de uma estratégia de negócios, um plano de negócios detalhado e / ou um plano de ação prioritário.

O Model Canvas pode ajudar a mover empresários para enfrentar riscos específicos e adquirir mais informações (sobre concorrentes ou um nicho de mercado, por exemplo).

O sistema possui nove diferentes áreas de foco que compõem blocos de construção em uma representação visual de sua empresa.

Você conhece um colega de trabalho para discutir uma idéia. Usando uma nova técnica revolucionária, você estrutura o modelo de negócios em uma página e tem os ossos de um plano de negócios que anteriormente levaria 30 páginas e meses para escrever.

A proposta de valor do cliente diz o que sua empresa fará. Relações com clientes, segmentos e canais dizem com quem você vai fazer.

Parceiro chave, atividades e recursos dizem como você fará a ideia. E a estrutura de custos e fluxos de receita mostram quanto dinheiro o modelo de negócios poderia oferecer.

O Model Canvas está ganhando adeptos na comunidades de empreendedorismo.

Esqueça um plano de negócios de 40 páginas se você estiver iniciando um empreendimento de start-up com baixos custos fixos.

Isso ajuda as discussões das estruturas

Alguns empresários levam os formulários do Modelo Canvas para reuniões e usam os blocos de construção para orientar o brainstorming. O agrupamento de comentários e idéias sob os nove títulos rapidamente vêm à tona.

Use o Canvas para escrever um modelo de negócios de uma página para ver se a ideia tem pernas e adotar uma abordagem de empreendedorismo lean, onde você descobre clientes e o melhor modelo de negócios em tempo real no mercado.

É ótimo para desenvolver um portfólio de ideias.

Sob o pensamento tradicional do plano de negócios, você passou semanas ou meses escrevendo para uma ideia.

Usando o Modelo Canvas, você pode passar minutos ou horas desenhando modelos comerciais para várias ideias.

Você ainda precisa fazer mais pesquisas e pode acabar escrevendo um longo plano de negócios para garantir o capital ou promover as idéias, mas é uma forma rápida de erradicar as más ideias.

Isso faz sentido intuitivamente.

Na sua forma mais simples, o Canvas tem etapas de frente e de trás. O palco da frente mostra o que impulsiona o valor e como você alcança e ganha dinheiro com os clientes.

O estágio de trás mostra o que é necessário para tornar possível a fase inicial.

O método rapidamente esclarece pensar no modelo de negócios e que um bloco de construção leva naturalmente ao próximo.

A proposta de valor do cliente está no centro do Canvas.

Isso obriga você a pensar profundamente sobre o que seu empreendimento entrega ao cliente, quais os problemas que ele ajuda a resolver e quais as necessidades dos clientes satisfeitas.

Grandes empreendimentos começam com o cliente e trabalham para trás. Os empreendimentos fracos começam com o produto.

Como Surgiu  o Modelo Canvas

 O modelo foi proposto por Alexander Osterwalder com base em seu livro anterior: Ontologia do modelo de negócios.

Descreve várias prescrições que constituem os blocos de construção das atividades. Ele permite que as empresas novas e existentes se concentrem na gestão operacional e estratégica e no plano de marketing.

Nada mais é que uma ferramenta de gerenciamento estratégico, que permite desenvolver e esboçar modelos de negócio novos ou existentes.

É um mapa visual pré-formatado contendo nove blocos do modelo de negócios. Um mapa contendo os principais itens que compõem uma empresa

Também é uma receita de estratégia, devendo cada quadrante estar sempre sendo revisado ao longo do tempo para saber se cada um está sendo bem atendido ou se é necessário fazer alteração em algum deles para se alcançar um melhor resultado.

Esse plano de Negócios pode ser melhor descrito com 9 componentes básicos, que oferecem a lógica de como uma organização pretende gerar valor.

Esses 09 componentes cobrem as quatro áreas fundamentais de um negócio: clientes, oferta, infraestrutura e viabilidade financeira.

  • Segmento de Clientes, tais como usuários, pagantes, mães ou jovens
  • Proposta de Valor, que está embutida nos produtos, serviços e benefícios da empresa
  • Canais de Distribuição para alcançar os clientes e oferecer-lhes a proposta de valor
  • Relacionamento com Clientes para criar demanda
  • Fontes de Receitas geradas pela proposta de valor
  • Recursos-Chave exigidos para viabilizar o modelo de negócios
  • Atividades-Chave necessárias para implementar o modelo de negócio
  • Parcerias Principais que farão parte do negócio e sua motivação para isso
  • Estrutura de Custos resultante do funcionamento do seu Modelo de Negócios

Alexander e seu orientador perceberam que definir o termo Modelo de Negócios e seus 09 componentes não seria suficiente.

Era necessário desenvolver alguma coisa que incentivasse a inovação, a prototipação e co-criação (criação colaborativa).

Assim,  utilizando-se de conceitos de design thinking, Alexander iniciou com um simples gráfico feito em powerpoint que anos mais se tornaria o Quadro de Modelagem de Negócios ou Modelo Canvas.

Este quadro foi responsável por revolucionar a maneira como empreendedores e empresas começaram a pensar em novos negócios ou novos produtos.

Ele criou toda uma nova geração de empreendedores! Você, por exemplo, deve ser um deles.

Entenda Como o Modelo Canvas Pode Trazer Maior Organização e Objetividade Para a Sua Empresa

O processo de estruturação do seu negócio não precisa ser longo e detalhado. Principalmente em startups, tudo passa por validação e muda tão rápido que um relatório tradicional nem sempre é a forma mais prática de modelagem.

O Canvas é uma ferramenta bastante eficiente para ilustrar as características do seu Modelo de Negócios. Ele permite o gerenciamento estratégico utilizado em negócios existentes ou que ainda estão no papel.

O Canvas é um mapa simples e visual, que aborda os principais aspectos que o empreendedor precisa considerar ao trazer sua empresa para a realidade do mercado.

Ele deve conter um resumo dos pontos chaves de um bom planejamento. O Canvas não substitui totalmente o Plano de Negócios (PN), mas é uma ferramenta mais fácil de ser utilizada no dia a dia e pode ajudar no ganho de competitividade, já que oferece agilidade ao processo e é flexível o suficiente para suportar alterações constantes.

Criando o seu Canvas

Seu modelo de negócios deverá possuir nove campos, que fazem parte de quatro pilares essenciais e insubstituíveis: infraestrutura, oferta, cliente e finanças.

A infraestrutura diz respeito à avaliação dos recursos disponíveis para se chegar a um valor do produto para o cliente.

A oferta se refere ao produto ou serviço oferecido ao consumidor e sua proposta de valor.

O pilar de cliente é composto por público alvo, canais de contato com o consumidor (distribuição e marketing) e o relacionamento estabelecido durante e após a venda.

As finanças abrangem os custos gerais e as fontes de receita da empresa.

A organização visual do Canvas já existe e o modelo pode ser baixado online.

Para que a equipe de uma empresa que deseja usá-lo possa discutir os aspectos de uma forma mais clara e tangível, recomenda-se a utilização de post-its no quadro impresso, que facilitam o preenchimento dos campos e sua alteração, quando necessário.

Um Canvas preenchido visível a todos os colaboradores da empresa, como em um mural no escritório, permite uma visão completa do negócio e incentiva a reflexão sobre aspectos com espaço para melhorias.

Instrumento de inovação

O Canvas é uma excelente ferramenta para a diferenciação do seu negócio no mercado.

Tendo uma visão objetiva do todo, é possível entender seu potencial e planejar melhor como atingir o seu público alvo e obter o retorno financeiro desejado.

Além disso, nunca é tarde demais para rever seu modelo de negócios.

O quadro é útil mesmo para empresas já maduras, mas que desejam entender melhor como seus setores interagem e inovar em seus processos.

Como Medir o Desempenho do Colaborador

Uma das tarefas mais difíceis do gestor é manter a equipe trabalhando unida e comprometida com as metas e sucesso da empresa. Lidar com pessoas não fácil, cada colaborador possui suas características e personalidade.

Então como encontrar uma maneira de obter o respeito de todos e manter a equipe motivada e produtive? É simples: Justiça!

Algo que ninguém tolera é a injustiça, e muitos colaboradores se veem injustiçados. Você já deve ter se deparado com burburinhos como estes:

  • “Trabalho muito e não tenho reconhecimento”
  • “Fulano chega sempre atrasado e ninguém fala nada”
  • “Fulano passa o dia no Facebook e eu aqui me matando”

Estes são só alguns exemplos do que uma má administração de equipe pode ocasionar. A mente do ser humano funciona assim: “Se ele ganha o mesmo que eu e não faz nada, porque eu devo fazer?”

Quando seus melhores talentos começarem a pensar dessa maneira, sua produtividade descerá ladeira a baixo! Você não pode deixar que as coisas cheguem a esse ponto.

Você deve manter sua equipe em um nível sadio de competição, sempre puxando para cima. Sua equipe deve formar exemplos, um colaborador deve ver o esforço do outro e pensar “Fulano tem dado duro e foi reconhecido, vou me esforçar para produzir tanto ou mais do que ele!”

E a única maneira de você jogar limpo e transparente com sua equipe é ter dados concretos para apresentar. A Avaliação de Desempenho não é um plus que grandes empresas devem ter. É uma realidade que TODAS as empresas deveriam se preocupar.

O capital humano é o maior ativo de qualquer empresa. Pense comigo:

  • Você tem CERTEZA de qual funcionário é seu melhor talento?
  • Você tem CERTEZA de qual colaborador é o mais produtivo?
  • Quantos colaboradores da sua equipe chegaram atrasado nos 2 últimos meses?
  • Quantos colaboradores da sua equipe faltaram e apresentaram atestado nos últimos 6 meses?

Se você é um gestor de equipe, você deveria ter todos estes dados a poucos cliques de alcance. Deveria possuir um sistema atualizado com tudo o que acontece na sua equipe, e assim ter total controle sobre ela.

Como recompensar o melhor colaborador e evitar perdê-lo para um concorrente por falta de reconhecimento? Como planejar ações de melhoria e desenvolvimento para seus colaboradores que podem render mais?

Como saber quais competências cada colaborador tem de melhor, e desenvolver e a primorar as que possui deficiência?

A resposta para todas as perguntas é: Avaliação de Desempenho.

Com a Avaliação de Desempenho você resolve todas estas situações:

Um colaborador foi demitido e acionou sua empresa na justiça: Com a Avaliação de Desempenho, você terá dados concretos e atualizados (desde a entrada do funcionário na empresa até sua saída) e poderá justificar o porque da demissão.

Terá anotações de cada atraso, de cada conduta equivocada ou falta de preparo para exercer a função requerida, tendo assim uma base sólida para se defender.

Evitar que “Uma maçã podre estrague o cesto de frutas”: Um colaborador revoltado causa grandes danos a uma equipe. Fora o próprio desempenho ruim, pode instigar seus colegas a também fazerem corpo mole ou sabotar a empresa por algum motivo.

Com a avaliação de desempenho, você terá subsídios para refutar qualquer argumento que este colaborador tenha para infectar a equipe. Mostre ao resto da equipe que as reclamações dele não tem fundamento, baseado em dados concretos que ele não poderá negar.

Evitar Gastos Desnecessários Com Treinamentos Equivocados: É muito comum nas empresas, equipes inteiras receberem treinamentos. Mas, isso é correto? Não seria bem mais assertivo que cada colaborador recebesse o treinamento que mais precisa para se qualificar, ou para exercer melhor a sua função?

Com a Avaliação de Desempenho, você consegue filtrar cada competência em que seu colaborador é melhor e pior, e assim estabelecer o Plano de Desenvolvimento Individual para que ele se qualifique da melhor maneira possível.

Clique no link abaixo e conheça a ferramenta que irá transformar os resultados dos seus colaboradores.

>> Clique Aqui e conheça o Software Avaliação Gratuitamente <<

Modelo Canvas | Sua Empresa Vista De Frente!20 min read
5 (100%) 10 votes


E-book Grátis

Descubra os 10 passos infalíveis para uma Avaliação de Desempenho Perfeita.

Informe seu e-mail ao lado

100% livre de spam.