Desenvolvimento Sustentável | O Futuro Pensado No Presente14 min read


O desenvolvimento sustentável é um desenvolvimento que atende às necessidades do presente, sem comprometer a capacidade das gerações futuras de atender suas próprias necessidades, garantindo o equilíbrio entre o crescimento econômico, o cuidado com o meio ambiente e o bem estar social.

O desenvolvimento sustentável é um conceito que apareceu pela primeira vez em 1987 com a publicação do Relatório Brundtland, alertando para as consequências ambientais negativas do crescimento econômico e da globalização, que tentaram encontrar possíveis soluções para os problemas causados pela industrialização e crescimento populacional.

O conceito de desenvolvimento sustentável pode ser interpretado de muitas maneiras, mas em sua essência é uma abordagem ao desenvolvimento que busca equilibrar necessidades diferentes e frequentemente concorrentes, contra a consciência das limitações ambientais, sociais e econômicas que enfrentamos como sociedade.

Com demasiada frequência, o desenvolvimento é impulsionado por uma necessidade específica, sem considerar plenamente os impactos mais amplos ou futuros.

Já estamos vendo o dano que esse tipo de abordagem pode causar, desde crises financeiras de larga escala causadas por bancos irresponsáveis, até mudanças no clima global, resultantes de nossa dependência de fontes de energia baseadas em combustíveis fósseis.

desenvolvimento sustentável

Então, é Tudo Apenas Sobre o Meio Ambiente?

Viver dentro de nossos limites ambientais é um dos princípios centrais do desenvolvimento sustentável. Uma implicação de não fazê-lo é a mudança climática.

Mas o foco do desenvolvimento sustentável é muito mais amplo do que apenas o meio ambiente. É também garantir uma sociedade forte, saudável e justa.

Isso significa atender às diversas necessidades de todas as pessoas em comunidades existentes e futuras, promovendo o bem estar pessoal, a coesão social e a inclusão e criando oportunidades iguais.

O desenvolvimento sustentável significa encontrar melhores maneiras de fazer as coisas, tanto para o futuro quanto para o presente.

Talvez precisemos mudar a maneira como trabalhamos e vivemos agora, mas isso não significa que nossa qualidade de vida será reduzida.

Uma abordagem de desenvolvimento sustentável pode trazer muitos benefícios a curto e médio prazo, por exemplo, em vez de dirigir, mudar para caminhar ou andar de bicicleta para viagens curtas vai lhe poupar dinheiro, melhorar sua saúde e, muitas vezes, é tão rápido e conveniente.

Como Isso Nos Afeta?

A maneira como nos aproximamos do desenvolvimento afeta a todos. Os impactos de nossas decisões como sociedade têm consequências muito reais para a vida das pessoas.

O mau planejamento das comunidades, por exemplo, reduz a qualidade de vida das pessoas que vivem nelas. O desenvolvimento sustentável fornece uma abordagem para tomar melhores decisões sobre os problemas que afetam todas as nossas vidas.

Ao incorporar planos de saúde no planejamento de novas comunidades, por exemplo, é possível garantir que os residentes tenham fácil acesso a instalações de saúde e lazer.

Todos nós temos um papel a desempenhar. Pequenas ações, tomadas coletivamente, podem resultar em mudanças reais.

Sustentabilidade Ambiental

No nível ambiental, o desenvolvimento sustentável impede que a natureza seja utilizada como fonte inesgotável de recursos e garante sua proteção e uso racional.

Aspectos como conservação ambiental, investimento em energias renováveis, economia de água, apoio à mobilidade sustentável e inovação na construção e arquitetura sustentáveis contribuem para alcançar essa sustentabilidade ambiental em várias frentes.

Sustentabilidade Social

No nível social, pode fomentar o desenvolvimento de pessoas, comunidades e culturas para ajudar a alcançar uma qualidade de vida razoável, razoavelmente distribuída, saúde e educação em todo o mundo.

A luta pela igualdade de gênero, especialmente nos países em desenvolvimento, é outro aspecto que nos próximos anos formará a base da sustentabilidade social.

Sustentabilidade Econômica

A sustentabilidade se concentra no crescimento econômico igualitário, que gera riqueza para todos, sem prejudicar o meio ambiente.

O investimento e uma distribuição igualitária dos recursos econômicos fortalecerão os outros pilares da sustentabilidade para um desenvolvimento completo.

Objetivos do Desenvolvimento Sustentável

Como parte de um novo roteiro de desenvolvimento sustentável, as Nações Unidas aprovaram a Agenda 2030, que contém os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, uma chamada à ação para acabar com a pobreza, proteger o planeta e garantir o bem estar global das pessoas.

Ratificado por todos os estados membros, este roteiro visa:

  • Erradicar a pobreza e a fome, garantindo uma vida saudável;
  • Universalizar o acesso a serviços básicos como água, saneamento e energia sustentável;
  • Apoiar a geração de oportunidades de desenvolvimento por meio da educação inclusiva e do trabalho decente;
  • Promover a inovação e a infraestrutura resiliente, criando comunidades e cidades capazes de produzir e consumir de forma sustentável;
  • Reduzir a desigualdade no mundo, especialmente em relação ao gênero;
  • Cuidar do meio ambiente para combater as mudanças climáticas e proteger os oceanos e os ecossistemas terrestres;
  • Promover a colaboração entre diferentes agentes sociais para criar um ambiente de paz e desenvolvimento sustentável.

Desenvolvimento Sustentável nas Organizações

As mudanças econômicas ocorridas no ambiente econômico nas últimas décadas determinam a necessidade de uma nova orientação de gestão das organizações: a orientação para o desenvolvimento sustentável.

Esse desenvolvimento leva em consideração o fato de que a eficiência econômica depende de muitas variáveis, do legislativo e tecnológico ao sociocultural.

Seguindo o desenvolvimento sustentável, para atingir os objetivos organizacionais, é necessário que a gestão atue levando em conta não apenas a obtenção de lucro, mas também o meio ambiente e a sociedade.

Assim, para garantir a rentabilidade a longo prazo, a atenção dos gestores deve ser direcionada, além do lucro, para respeitar a legislação de proteção social e ambiental em relação à responsabilidade pela prestação de contas corporativa.

Para moldar as perspectivas de sustentabilidade organizacional, a gestão deve ser proativa, antecipando as mudanças que ocorrerão nos objetivos estabelecidos.

Para implementar e fazer as mudanças necessárias, é importante que cada colaborador conheça e compreenda melhor o trabalho que realiza, podendo assim adaptar-se às mudanças dentro da organização.

Dado o fato de que o desenvolvimento no nível técnico, organizacional, geográfico, cultural e temporal determina a mudança no número de elementos e características do sistema de produção, a gestão de um sistema de produção sustentável deve atender ao projeto de um trabalho mais complexo, que leva em consideração o seguinte:

  • Cumprimento da legislação ambiental;
  • A qualidade de produtos ou serviços;
  • Satisfação e bem estar dos colaboradores;
  • Necessidades sociais.

A necessidade de adotar a orientação para um desenvolvimento sustentável pelas organizações econômicas é demonstrada pelo aparecimento de algumas novas versões de documentos internacionais, por exemplo, das normas ISO.

Especificamente, houve grandes mudanças na nova norma ISO 9004 e no novo modelo de excelência da qualidade em 2010.

Desenvolvimento Sustentável: o negócio mais importante de todas as empresas

Os sistemas tradicionais de cooperação encontrados em organizações internacionais e organizações não governamentais (ONGs) não podem atender aos monumentais desafios que enfrentamos hoje.

Questões como a mudança climática ou a desigualdade não afetam apenas as nações em desenvolvimento, mas também as nações que chamamos de desenvolvidas.

Os governos devem trabalhar com empresas de maneiras novas e inovadoras para promover investimento privado responsável, bem estar público e ação coletiva.

Felizmente, no contexto da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, o setor empresarial deixou de ser considerado um elemento externo, ou mesmo um obstáculo ao desenvolvimento sustentável. É um parceiro essencial para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

A sustentabilidade nas atividades de negócios está sendo transformada em um componente essencial que permite que as organizações tenham sucesso e prosperem.

Durante as últimas décadas, impulsionadas por uma sociedade fortalecida pela capacidade de acessar de maneira livre e fácil informações, corporações e empresas se tornaram cada vez mais focadas em garantir que as práticas responsáveis e os ODSs estejam no centro de suas estratégias de negócios.

De fato, a sustentabilidade nos negócios é um componente essencial que permite que organizações internacionais e negócios sejam bem sucedidos.

Isso se reflete em vários estudos que demonstram que as empresas que adotam estratégias e práticas sustentáveis melhoram sua competitividade e obtêm melhores resultados econômicos de médio e longo prazo.

Os ODS servem como diretrizes para as empresas avaliarem e gerenciarem riscos sociais, econômicos e ambientais, enquanto contribuem para melhorar sua reputação, imagem e sua posição estratégica nos mercados mundiais.

Isso é especialmente relevante para pequenas e médias empresas (PMEs). Segundo o Banco Mundial, as PMEs representam metade da força de trabalho do mundo em desenvolvimento e, sem dúvida, terão o maior impacto sobre os ODS.

desenvolvimento sustentável

A chave para a implementação dos ODS na estratégia corporativa será a capacidade de se adaptar ao contexto e à situação em que cada empresa opera.

Um dos maiores desafios da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável também tende a ser uma de suas vantagens: a universalidade da agenda.

As diferenças de valores, normas, sistemas políticos, legislação, clima e geografia entre os estados membros colocam alguns desafios quando chega a hora de agir em um contexto global.

A natureza da universalidade implica diversidade, o que requer flexibilidade e adaptação. A boa notícia é que as empresas, devido à sua natureza competitiva, estão na melhor posição para se adaptar e aprender constantemente com suas experiências.

Embora não haja diretrizes ou práticas recomendadas específicas que possam ser aplicadas a todos os casos, o relatório fornece alguns pontos chave que ajudaram as empresas a alcançar resultados positivos em sua contribuição para os ODS.

  • Focando nos problemas locais

A maioria das empresas sugere promover um diálogo constante com grupos internos e comunidades locais. Eles tentam entender as questões e problemas locais, trabalhar em conjunto para soluções adaptadas a esses contextos.

  • Adaptação e aprendizagem

Muitas empresas descobriram que é possível resolver questões complexas apenas adaptando-se ao contexto local e aprendendo sobre esse contexto através da experiência.

  • Alianças locais e globais

As empresas precisam se associar com instituições públicas e sociais para compartilhar técnicas de aprendizagem e aumentar iniciativas e impactos conjuntos.

  • Colaboração institucional

Os governos e as instituições internacionais devem aumentar seus esforços de colaboração com as empresas, tanto no nível operacional e político quanto no nível local ou global.

Existe uma grande oportunidade para desenvolver mecanismos conjuntos de financiamento, novas tecnologias e modelos de negociação, todos os quais promovem a inovação e favorecem um crescimento mais inclusivo e sustentável.

O Papel Necessário dos Negócios no Desenvolvimento Sustentável

No mundo globalizado de hoje, muitas vezes são as empresas multinacionais, e não os governos nacionais, que determinam se o desenvolvimento sustentável é ou não o caminho tomado por uma economia em desenvolvimento.

Naturalmente, muitas outras instituições influenciam as decisões e rastreiam a responsabilidade, mas essa é uma interação profundamente influenciada pela escala na qual as empresas globais operam e investem em nações em desenvolvimento que precisam de emprego e capital – financeiros e humanos.

O tamanho e o impacto de suas operações e investimentos em tais mercados significam que as multinacionais se encontram sob um escrutínio particular e frequentemente intenso.

Entre as muitas pressões que pesam sobre as corporações globais, uma vez que elas lidam com os imperativos do desenvolvimento sustentável, há uma divisão distinta nas atitudes do consumidor.

Em suma, os consumidores nos países menos desenvolvidos atribuem maior importância à sustentabilidade em suas vidas pessoais do que os consumidores dos países mais desenvolvidos.

Estratégias de Desenvolvimento Sustentável

Existe um consenso geral de que os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável só poderão ser alcançados se todas as áreas da sociedade, incluindo governos, ONGs e o setor privado, agirem em conjunto.

Sob o novo marco, as empresas têm um papel central e explícito em acabar com a pobreza extrema, combater a desigualdade e a injustiça e consertar a mudança climática.

Eles estão sendo chamados a desempenhar o seu papel, mas que parte deveria ser?

Os ODSs ou Objetivos Globais oferecem uma estrutura na qual sua empresa pode alinhar, medir e explicar suas ações para operar de forma mais responsável e gerar impactos sociais, ambientais e econômicos positivos. Três estratégias principais estão surgindo:

Escolha uma meta global emblemática

A primeira estratégia é identificar o Objetivo Global mais apropriado para o seu negócio e focar seus esforços de sustentabilidade no progresso dessa meta.

Para que essa abordagem seja bem sucedida, você precisa selecionar uma meta que faça sentido para sua empresa.

Uma que se alinha à sua marca e aos valores fundamentais, que faça sentido para as partes interessadas e reflita os impactos de seus produtos e serviços.

Por exemplo, pode fazer sentido para uma empresa de bebidas se concentrar no SDG 6 – Água Limpa e Saneamento e apoiar um programa para fornecer água potável segura para as comunidades, enquanto um varejista de alimentos pode querer se alinhar ao SDG 2 – Fome Zero à segurança alimentar, nutrição e agricultura sustentável.

Alinhar seu programa de sustentabilidade com um Objetivo Global específico fornece um propósito e um tema claro para sua atividade, facilitando a comunicação com a equipe e as partes interessadas.

Isso mostra que você está alinhando seus esforços com os da comunidade global e trabalhando em uma área identificada pela ONU como uma prioridade de ação, o que, por extensão, valida a necessidade de seu programa.

Se você puder fazer uma diferença mensurável em sua área selecionada, essa abordagem poderá ajudá-lo a obter reconhecimento da marca, vantagem competitiva e garantir um reconhecimento positivo.

Embora essa abordagem possa ser uma boa maneira de estabelecer foco e motivar sua organização, as empresas que a adotam devem permanecer conscientes dos impactos mais amplos relacionados às suas operações de negócios e ter uma estratégia para gerenciá-los.

Não fazer isso pode levar a impactos negativos que prejudicam o trabalho positivo que você faz em relação à sua meta principal selecionada.

desenvolvimento sustentável

Usando os Objetivos como uma estrutura para ação

Concentrar-se em um Objetivo de Desenvolvimento Sustentável emblemático faz mais sentido para organizações cujo propósito ou produtos de negócios principais estejam intimamente alinhados a um problema específico.

Para outros, pode ser mais apropriado usar todo o conjunto de Metas Globais como uma estrutura para a sustentabilidade.

Existem relações complexas entre os objetivos. Por exemplo, você não pode criar um programa para alimentar e suportar uma população crescente (ODS 2) sem considerar a água (ODS 6) e o ambiente (ODS 13 e 15). Em toda a linha, esses desafios estão interligados e precisam ser enfrentados de mãos dadas.

Ao usar os Objetivos Globais como uma estrutura de ação aprovada pela ONU, você pode mapear os impactos sociais e ambientais do seu negócio e criar um plano para cortar custos e riscos e maximizar as oportunidades para gerar um impacto positivo.

Ao adotar uma abordagem holística, você pode priorizar e planejar atividades que fortaleçam sua cadeia de fornecimento, conscientizem o mercado local e gerem parcerias positivas com governos locais, empresas e influenciadores.

Isto ajudará você a construir um futuro sustentável e lucrativo para seus negócios, bem como para os próprios objetivos.

Usando as metas para colaboração

Todas as empresas exigem infraestrutura ambiental e social para operar e crescer.

Os ODSs fornecem uma linguagem comum que as empresas podem usar para se engajar, investindo em programas de parceria para fornecer a infraestrutura compartilhada que cada parte exige, por exemplo, ar limpo, energia confiável, transporte eficiente, educação e saúde.

Os resultados não só melhoram a vida de algumas das comunidades mais pobres e mais difíceis de atingir.

Além disso, podem ampliar seus negócios, construir novos mercados e fortalecer cadeias de fornecimento compartilhadas, gerando valor real para todos os envolvidos.

Clique no link abaixo e conheça a ferramenta que irá transformar os resultados dos seus colaboradores.

>> Clique Aqui e conheça o Software Avaliação Gratuitamente <<

 

Desenvolvimento Sustentável | O Futuro Pensado No Presente14 min read
Qual pontuação você daria?


E-book Grátis

Descubra os 10 passos infalíveis para uma Avaliação de Desempenho Perfeita.

Informe seu e-mail ao lado

100% livre de spam.