Macroambiente | O Ambiente Externo Interferindo Nas Organizações16 min read


Macroambiente são os elementos externos que existem fora do controle de uma empresa e que podem afetar significativamente seu desempenho e capacidade de competir em seu mercado.

Exemplos de elementos do macroambiente são a economia, a elaboração de políticas governamentais, a tecnologia, as condições sociais e a natureza. Para empresas com uma pegada global, sua exposição a elementos de ambiente macro é ampliada.

Embora os negócios sejam autônomos em sua identidade e funcionamento, ainda assim estão unidos em um ambiente comum. A grosso modo, existem dois tipos de atmosfera que exercem algumas forças sobre as atividades de negócios e a existência de uma organização no mercado a longo prazo.

As forças demográficas, econômicas, físicas, socioculturais, político-legais e tecnológicas constituem o ambiente externo ou macroambiente, enquanto os consumidores, concorrentes, fornecedores, concessionários e distribuidores, investidores e o público comum compreendem o ambiente interno ou microambiente.

Os componentes de micro e macro ambiente têm uma participação significativa na realização da visão, estratégias e objetivos de uma organização. Na frente de negócios, todas essas forças desempenham um papel importante na formulação de políticas, programas e campanhas de marketing.

O macroambiente é o contexto mais amplo no qual uma empresa realiza suas operações comerciais. É o fator orientador fundamental que lança luz sobre as condições gerais do mercado, como a natureza e o tipo de pessoas, a sociedade, a cultura, o estilo de vida, o papel do governo, a condição econômica, a presença e o uso da tecnologia.

Uma análise detalhada desses aspectos informa os chefes organizacionais o tipo de macroambiente em que eles estão prestes a operar e, mais importante, se é isso que eles estão procurando.

macroambiente

Papel do Macroambiente nos Negócios

Como principal força orientadora, os agentes do macroambiente desempenham um papel crucial na determinação das decisões de uma organização. Ajuda o gerenciamento a ter uma compreensão completa do ambiente externo ou maior predominante na região.

Além disso, facilita aos gestores planejar e elaborar as estratégias e metas mais adequadas. Todos devem atingir os objetivos levando em conta o cenário de mercado.

Tais aspectos tornam o macroambiente o braço direito, onde o planejamento, a elaboração de estratégias e a tomada de decisões são realizados com o microambiente sendo o órgão de implementação de todos esses recursos no campo prático. Assim, uma compreensão adequada dos fatores externos é crucial para a condução bem sucedida dos planos de marketing e comunicação.

Forças do Macroambiente

O macroambiente de uma organização consiste em aspectos inespecíficos no entorno da organização que têm o potencial de afetar suas estratégias. Quando comparado ao ambiente de tarefas de uma empresa, o impacto das variáveis ​​macroambientais é menos direto e a organização tem um controle mais limitado sobre esses elementos do ambiente.

As variáveis ​​macroambientais incluem variáveis ​​socioculturais, tecnológicas, político-legais, econômicas e internacionais. Uma empresa considera essas variáveis ​​como parte de sua varredura para entender melhor as ameaças e oportunidades criadas e como os planos estratégicos precisam ser ajustados para que a empresa possa obter e reter vantagem competitiva.

O macroambiente consiste em forças que se originam fora de uma organização e geralmente não podem ser alteradas por suas ações. Em outras palavras, uma empresa pode ser influenciada por mudanças dentro desse elemento de seu ambiente, mas não pode influenciar o meio ambiente. Conheça algumas dessas forças e como elas atuam.

Fatores socioculturais

As dimensões socioculturais do ambiente consistem em costumes, estilos de vida e valores que caracterizam a sociedade na qual a empresa atua. Esse componente do macroambiente influencia a capacidade da empresa de obter recursos, fabricar seus bens e serviços e funcionar dentro da sociedade.

Fatores socioculturais incluem qualquer coisa dentro do contexto da sociedade que tenha o potencial de afetar uma organização. A demografia populacional, o aumento dos níveis educacionais, as normas e valores e as atitudes em relação à responsabilidade social são exemplos de variáveis socioculturais.

Mudanças da população

Mudanças na demografia da população têm muitas consequências potenciais para as organizações. À medida que a população total muda, a demanda por produtos e serviços também muda.

Por exemplo, o declínio na taxa de natalidade e a melhoria nos cuidados de saúde contribuem para um aumento na idade média da população. Muitas empresas que tradicionalmente comercializavam seus produtos tendo a faixa etária mais jovem como público-alvo tiveram que desenvolver linhas de produtos que atraem um mercado mais adulto.

Aumento dos níveis educacionais

Níveis educacionais crescentes também têm um impacto nas organizações. Níveis mais altos de educação permitem que as pessoas ganhem rendas mais altas do que seria possível de outra forma.

O aumento da renda criou oportunidades para comprar bens e serviços adicionais e elevar o padrão geral de vida de um grande segmento da população. O nível educacional também levou ao aumento das expectativas dos trabalhadores e aumentou a mobilidade profissional.

Os trabalhadores aceitam menos condições de trabalho indesejáveis do que os trabalhadores de uma geração atrás. Melhores condições de trabalho, emprego estável e oportunidades de treinamento e desenvolvimento são algumas das demandas que as empresas enfrentam com maior frequência como resultado de uma força de trabalho mais instruída.

Normas e valores

Esse também é um fator do macroambiente que influi nas organizações. Normas e valores diferem ao longo do tempo e entre áreas geográficas. Os estilos de vida diferem também entre os diferentes grupos étnicos.

Como exemplo, a aplicação de abordagens de administração influenciadas pelos japoneses levou as empresas a reavaliarem o conceito de qualidade. Os clientes também esperam por produtos de maior qualidade.

Muitas empresas descobriram que é necessário reexaminar as estratégias de produção e marketing para responder às mudanças nas expectativas dos consumidores.

Responsabilidade social

A responsabilidade social é a expectativa de que uma empresa ou um indivíduo se esforce para melhorar o bem-estar da sociedade. De uma perspectiva de negócios, isso se traduz no público esperando que as empresas tomem medidas ativas para tornar a sociedade melhor, em virtude do negócio estar em existência.

Como normas e valores, o que é considerado comportamento socialmente responsável muda com o tempo. Na década de 1970, a ação afirmativa era uma alta prioridade.

Durante a primeira parte do século XXI, questões sociais proeminentes foram a qualidade ambiental, principalmente a reciclagem e a redução de resíduos, e os direitos humanos, além do bem estar social geral.

Mais do que apenas filantropia, a responsabilidade social busca participação ativa por parte das corporações para servir suas comunidades.

Nesse macroambiente, a abordagem das partes interessadas na responsabilidade social demonstra algumas das complexidades da incorporação de questões socialmente responsáveis ​​nas estratégias de uma empresa.

Por partes interessadas entenda-se as pessoas com uma participação na existência da organização. Essas partes altamente visíveis são acionistas, colaboradores, clientes e a comunidade local.

Decisões para ser responsável e maximizar o retorno aos acionistas podem exigir o fechamento de uma empresa não rentável. No entanto, os colaboradores e membros da comunidade local poderiam considerar este movimento como socialmente irresponsável, uma vez que a mudança não beneficiaria a comunidade.

Fatores tecnológicos

A tecnologia é outro aspecto do macroambiente que uma empresa deve considerar no desenvolvimento de planos estratégicos. A mudança de tecnologia pode afetar a demanda por produtos e serviços da empresa, seus processos de produção e matérias-primas.

As mudanças tecnológicas podem criar novas oportunidades ou ameaçar a sobrevivência de um produto, empresa ou indústria. A inovação tecnológica continua se movendo em ritmo cada vez mais acelerado.

Demanda

A tecnologia pode mudar o estilo de vida e os padrões de compra dos consumidores. Desenvolvimentos recentes no campo de microcomputadores expandiram dramaticamente a base de clientes em potencial e criaram inúmeras oportunidades para as empresas se engajarem nos negócios via Internet.

Enquanto os computadores eram tradicionalmente usados ​​apenas por grandes organizações para lidar com as necessidades de processamento de dados, os computadores pessoais são comumente usados ​​por empresas menores e indivíduos.

Da mesma forma, novos desenvolvimentos na tecnologia levaram a uma redução nos preços dos computadores e expandiram o mercado potencial. Preços mais baixos permitem que esses produtos sejam comercializados para o público em geral e não apenas para uso profissional ou científico, como era no mercado inicial.

A tecnologia também pode fazer com que certos produtos sejam removidos do mercado. As doenças relacionadas ao amianto limitaram severamente este elemento como um recurso usado em produtos sensíveis ao calor, como secadores de cabelo.

Além disso, uma série de produtos químicos que têm sido comumente usados ​​pelos agricultores para controlar insetos ou plantas são proibidos ou exigem licenciamento.

macroambiente

Processos de produção

A tecnologia também muda essa força de macroambiente. A introdução de produtos baseados em novas tecnologias requer muitas vezes novas técnicas de produção. Novas tecnologias de produção podem alterar os processos.

A robótica representa um dos desafios mais visíveis para os métodos de produção existentes. Os robôs podem ser usados ​​em posições consideradas perigosas para pessoas ou que exijam atividades repetitivas e detalhadas.

As consequências para outros empregos atualmente ocupados por pessoas não são claras. Quando a produção foi automatizada pela primeira vez, embora alguns trabalhadores tenham sido deslocados, novos empregos foram criados para produzir e manter o equipamento automatizado. O impacto da robótica nas tarefas é, em grande parte, uma função dos usos feitos da tecnologia e da disposição dos trabalhadores em aprender a usar a nova tecnologia.

Em alguns setores, o uso de robôs durante o início dos anos 2000 aumentou a produção e a eficiência, mas resultou em um número significativo de perdas de empregos. No entanto, a inovação tecnológica também pode resultar em aumento do crescimento de empregos.

Por exemplo, a atualização tecnológica da Ford Motor Company para sua fábrica de montagem em Norfolk resultou na capacidade de construir mais modelos em sua linha de montagem e, consequentemente, criou cerca de 270 novos empregos, na época representando um aumento de 11%.

Avaliando as mudanças tecnológicas

Há pouca dúvida de que a tecnologia representa ameaças potenciais e oportunidades potenciais para produtos estabelecidos. Produtos com tecnologia relativamente complexa ou nova são frequentemente introduzidos enquanto a tecnologia está sendo refinada, tornando difícil para as empresas avaliarem seu potencial de mercado.

Quando canetas esferográficas foram introduzidas pela primeira vez, elas vazaram, falharam e deixaram grandes manchas de tinta na superfície de escrita. Os fabricantes de canetas-tinteiro acreditavam que a nova tecnologia não era uma ameaça aos produtos existentes e não tentaram produzir canetas esferográficas até que uma parcela substancial do mercado fosse perdida.

Outra tecnologia, o barbeador elétrico, ainda não substituiu totalmente a lâmina para fins de barbear. Talvez a diferença seja que os fabricantes inovaram ao adicionar novos recursos para reter clientes. Os fabricantes de canetas-tinteiro não tentaram inovar, até perceberem que a caneta esferográfica estava bem estabelecida.

É muito difícil prever o impacto de uma nova tecnologia em um produto existente. Ainda assim, a necessidade de monitorar o ambiente para novos desenvolvimentos tecnológicos é óbvia.

Atenção também deve ser dada aos desenvolvimentos em indústrias que não são concorrentes diretos, uma vez que novas tecnologias desenvolvidas em um setor podem impactar empresas e organizações em outros.

Fatores políticos e legais

A dimensão político-legal do ambiente geral também afeta a atividade empresarial. A filosofia dos partidos políticos no poder influencia as práticas de negócios. O ambiente legal serve para definir o que as organizações podem e não podem fazer em um determinado momento.

Atitudes para o negócio

Uma atitude pró-empresarial por parte do governo permite que as empresas entrem em acordos que não seriam permitidos sob uma filosofia mais antiempresarial. As numerosas joint-ventures entre fabricantes de automóveis dos EUA e do Japão poderiam ter sido denominadas anticompetitivas por uma administração menos favorável aos negócios.

A liberação de muitos hectares de terras do governo para uso comercial como exploração madeireira ou mineração, deixa muitos ambientalistas enfurecidos.

Mudanças nos sentimentos em relação ao tabagismo e seus riscos relacionados à saúde alteraram a atitude do público em relação à indústria do tabaco. Essas mudanças foram refletidas em muitas organizações, limitando o fumo a áreas designadas ou proibindo-o completamente no trabalho.

A transformação de atitude também fez com que empresas da indústria do tabaco modificassem suas estratégias de marketing, incentivando muitos a buscar oportunidades de expansão no exterior.

macroambiente

Legislação

O macroambiente legal que as organizações enfrentam está se tornando mais complexo e afetando as empresas mais diretamente. Tornou-se cada vez mais difícil para as empresas agir sem encontrar uma lei, regulamentação ou problema legal. Uma lista muito breve das leis significativas que afetam os negócios incluiria a legislação nas áreas de consumismo, relações com funcionários, meio ambiente e práticas competitivas.

As estimativas do custo da conformidade variam muito, mas podem exceder a bilhões anualmente. Muitos desses custos são repassados ​​aos consumidores. No entanto, os custos de despesas e liquidações judiciais não podem ser incorridos por anos e provavelmente não serão pagos pelos consumidores do produto ou pelos proprietários da empresa, quando a violação ocorreu.

Ainda assim, ações legais em potencial muitas vezes resultam em preços mais altos para os consumidores e uma atitude mais conservadora dos executivos.

Níveis de influência do governo

Geralmente falamos sobre o governo estamos nos referindo ao governo federal. É o governo federal que aprova e aplica a legislação referente a todo o país. As ações do governo federal afetam um grande número de empresas e são consistentes além das fronteiras estaduais. A análise do macroambiente, no entanto, não deve ignorar as ações dos governos estaduais e municipais.

As regulamentações referentes a muitas práticas comerciais diferem entre os estados. Taxas de imposto variam amplamente. As leis relativas à sindicalização diferem entre os estados.

Os governos locais têm o potencial de afetar significativamente as práticas comerciais. Alguns governos locais podem estar dispostos a fornecer incentivos para atrair negócios para a área.

Alguns podem construir parques industriais, estradas de serviço e fornecer títulos de juros baixos para incentivar um negócio desejável a se mudar para a comunidade.

Medidas regulatórias, como códigos de construção e requisitos de zoneamento, diferem significativamente entre as comunidades. Infraestrutura como serviços de eletricidade e esgoto, instalações educacionais e recursos de tratamento de esgoto podem não ser capazes de acomodar o aumento da demanda associado a certas indústrias, tornando esse local inadequado para estabelecer alguns negócios.

Fatores econômicos

Os fatores econômicos referem-se ao caráter e direção do sistema econômico no qual a empresa opera. Os fatores econômicos incluem o balanço de pagamentos, o estado do ciclo econômico, a distribuição da renda dentro da população e as políticas monetária e fiscal do governo. O impacto dos fatores econômicos também pode diferir entre as indústrias.

Balança de pagamentos

A balança de pagamentos de um país refere-se à diferença líquida no valor de bens comprados e vendidos por cidadãos do país. Para diminuir o valor em dólares dos bens importados para um país, é prática comum construir barreiras à entrada para classes específicas de produtos. Tais práticas reduzem a concorrência para empresas cujos produtos são protegidos pelas barreiras comerciais.

O México por exemplo, limitou o número de automóveis que podem ser importados. O objetivo dessa prática é estimular o mercado doméstico de automóveis e permitir que ele se torne grande o suficiente para criar economias de escala e criar empregos para os trabalhadores mexicanos. Um efeito colateral da restrição à importação, no entanto, foi um aumento no preço e uma diminuição na qualidade dos automóveis disponíveis ao público.

Outra consequência potencial das restrições às importações é a possibilidade de restrições recíprocas. Parcialmente em retaliação à restrição de importação de televisões e automóveis japoneses pelos Estados Unidos, os japoneses limitaram as importações de produtos agrícolas dos Estados Unidos.

Reduzir as restrições comerciais como meio de estimular a economia de um país pode encontrar resultados mistos. O Acordo de Livre Comércio da América do Norte (NAFTA) abriu as fronteiras entre os Estados Unidos, Canadá e México para o movimento de muitos fabricantes.

Funcionários do governo nos Estados Unidos argumentam que os resultados foram positivos, mas muitas comunidades locais que perderam fábricas questionam a sabedoria do acordo.

Como vimos então, o macroambiente consiste em forças que se originam fora de uma organização e geralmente não podem ser alteradas por ações dessa organização. As dimensões do macroambiente consistem em fatores socioculturais, fatores tecnológicos, elementos político-legais, fatores econômicos e elementos internacionais.

Uma empresa precisa estudar esses elementos do seu ambiente, pois eles têm o potencial de afetar como a organização deve operar para obter e manter sua vantagem competitiva.

Clique no link abaixo e conheça a ferramenta que irá transformar os resultados dos seus colaboradores.

>> Clique Aqui e conheça o Software Avaliação Gratuitamente <<

 

Macroambiente | O Ambiente Externo Interferindo Nas Organizações16 min read
Qual pontuação você daria?


E-book Grátis

Descubra os 10 passos infalíveis para uma Avaliação de Desempenho Perfeita.

Informe seu e-mail ao lado

100% livre de spam.