Inteligência Emocional | De Problema À Oportunidade14 min read


Em termos práticos, inteligência emocional significa estar ciente de que as emoções podem impulsionar nosso comportamento e impactar as pessoas, de forma positiva e negativamente, e aprender a administrar essas emoções – tanto as nossas quanto as outras – especialmente quando estamos sob pressão.

Inteligência emocional é um termo criado por dois pesquisadores – Peter Salavoy e John Mayer – e popularizado por Dan Goleman em seu livro de 1996 com o mesmo nome.

Embora haja alguma discordância entre os psicólogos sobre o que constitui a inteligência emocional verdadeira, geralmente se diz que ela inclui pelo menos três habilidades:

Percepção emocional ou capacidade de identificar e nomear as próprias emoções;

A capacidade de aproveitar essas emoções e aplicá-las a tarefas como pensar e resolver problemas;

A capacidade de administrar emoções, o que inclui tanto a regulação das próprias emoções quando necessário, como o ato de animar ou acalmar outras pessoas.

Não há atualmente nenhum teste validado ou escala para inteligência emocional, como existe para “g”, o fator de inteligência geral.

Este fato levou alguns críticos a afirmar que o conceito é ou incompleto ou totalmente inexistente. Apesar dessas críticas, no entanto, a inteligência emocional, ou quociente emocional – QE, como é conhecido às vezes, tem grande apelo entre o público em geral, assim como em certas indústrias.

Nos últimos anos, alguns gestores incorporaram até mesmo testes de inteligência emocional em seus processos de aplicação ou entrevista, com base na teoria de que alguém com alto nível de inteligência emocional seria um melhor líder ou colega de trabalho.

Mas enquanto alguns estudos descobriram uma ligação entre inteligência emocional e desempenho no trabalho, outros não mostraram correlação, e a falta de uma escala cientificamente válida torna difícil realmente medir ou prever a inteligência emocional de alguém no trabalho.

inteligência emocional

Utilizando Inteligência Emocional no Local de Trabalho

Esta é uma habilidade crítica quando se trata de comunicação interpessoal. Um tópico importante não apenas na psicologia, mas também no mundo dos negócios.

O termo em si foi cunhado por psicólogos na década de 1990, mas seu uso rapidamente se espalhou para outras áreas, incluindo negócios, educação e cultura popular.

Psicólogos Peter Salovey e John D. Mayer, dois dos principais pesquisadores sobre o tema, definem inteligência emocional como a capacidade de reconhecer e compreender emoções em si mesmo e nos outros.

Essa habilidade também envolve a utilização desse entendimento emocional para tomar decisões, resolver problemas e se comunicar.

No passado, emoções e inteligência eram frequentemente vistas como estando em oposição umas às outras. Nas últimas décadas, no entanto, pesquisadores que exploram a psicologia da emoção se tornaram cada vez mais interessados ​​em cognição e afeto.

Esta área explora como os processos cognitivos e as emoções interagem e influenciam as maneiras pelas quais as pessoas pensam.

Considere como as emoções e os estados de espírito, como felicidade, raiva, medo e tristeza, influenciam o modo como as pessoas se comportam e tomam decisões.

IE – A Importância para o Sucesso

O interesse pela psicologia da emoção e o conceito de inteligência emocional realmente pegaram fogo com a publicação de 1995 do livro de Daniel Goleman, Inteligência Emocional: Por que pode importar mais do que o QI?

No livro popular, Goleman argumentou que a inteligência emocional poderia ser tão importante, se não mais ainda, na previsão do sucesso na vida.

Essas competências emocionais, argumentou ele, também desempenharam um papel particularmente importante no local de trabalho.

O conceito rapidamente chamou a atenção do público, incluindo gerentes de recursos humanos e líderes empresariais.

Pesquisadores sugeriram que a inteligência emocional influencia a interação dos colaboradores com seus colegas. IE também é pensado para desempenhar um papel em como os trabalhadores gerenciam o estresse e o conflito, bem como o desempenho geral no trabalho.

Estudos têm mostrado que os colaboradores com pontuações mais altas em medidas de IE também tendem a ser mais bem avaliados em medidas de funcionamento interpessoal, habilidades de liderança e gerenciamento de estresse.

Outros estudos relacionaram inteligência emocional mais alta com melhor satisfação e desempenho geral no trabalho.

Goleman sugeriu que, embora a inteligência tradicional fosse uma qualidade associada ao sucesso da liderança, sozinha não era suficiente.

As pessoas que são bem sucedidas no trabalho não são apenas espertas. Elas também têm desenvolvida a inteligência emocional.

Mas a inteligência emocional não é algo apenas para CEOs e gerentes seniores. É uma qualidade que é importante em todos os níveis da carreira de uma pessoa, seja você um estudante universitário procurando um estágio ou um colaborador experiente assumindo um papel de liderança.

Se você quiser ter sucesso no local de trabalho e subir na carreira, a inteligência emocional é fundamental para o seu sucesso.

Por que a Inteligência Emocional é Importante no Local de Trabalho?

Então, por que a inteligência emocional é uma habilidade valiosa no local de trabalho? De acordo com uma pesquisa com gerentes de contratação, quase 75% dos entrevistados sugeriram que valorizavam o QE de um colaborador mais do que o QI.

Algumas das razões pelas quais a inteligência emocional pode ser a chave para o sucesso no local de trabalho:

  • Inteligência emocional pode levar a melhores decisões de negócios;
  • Colaboradores emocionalmente inteligentes são mais propensos a manter a calma sob pressão;
  • Aqueles com QE alto são melhores na resolução de conflitos;
  • Líderes emocionalmente inteligentes tendem a ter maior empatia;
  • Colaboradores com QE alto têm mais probabilidade de ouvir, refletir e responder melhor a críticas construtivas.

A inteligência emocional é amplamente reconhecida como uma habilidade valiosa e os pesquisadores acreditam que pode ser melhorada com treinamento e prática.

Embora as habilidades emocionais possam vir naturalmente para algumas pessoas, há coisas que qualquer um pode fazer para ajudar a melhorar sua capacidade de entender e raciocinar com as emoções.

Isso pode ser particularmente útil no local de trabalho, onde os relacionamentos e as decisões de negócios geralmente dependem de compreensão interpessoal, trabalho em equipe e comunicação.

Como se Tornar Mais Emocionalmente Inteligente

Uma vez que é uma habilidade altamente valorizada, é possível que alguém tenha alta inteligência emocional?

As pessoas que não têm essa habilidade podem adquiri-la para entender e gerenciar emoções?

Fatores como educação e personalidade tendem a desempenhar um papel importante no desenvolvimento da inteligência emocional, mas é uma habilidade que pode ser melhorada com esforço e prática.

Um estudo descobriu que os participantes que treinaram nas principais competências emocionais mostraram melhorias duradouras na inteligência emocional.

Além disso, eles também experimentaram melhorias no bem estar físico e mental, melhores relações sociais e níveis mais baixos de cortisol, o hormônio do estresse.

Então, se você estiver interessado em melhorar suas habilidades de inteligência emocional para beneficiar seu desempenho no local de trabalho, há algumas coisas que você pode fazer.

Torne-se mais autoconsciente

Um dos primeiros passos para utilizar as habilidades de inteligência emocional no local de trabalho é praticar o reconhecimento de suas próprias emoções.

A autoconsciência envolve estar ciente de diferentes aspectos de si mesmo, incluindo suas emoções e sentimentos. É um dos componentes fundamentais da inteligência emocional.

Para reconhecer suas emoções e entender o que está causando esses sentimentos, você precisa primeiro ser autoconsciente.

Formas de melhorar a autoconsciência

  • Preste atenção em como você está se sentindo a qualquer momento durante o dia. Como essas emoções influenciam suas respostas? As coisas que você está sentindo têm um impacto nas decisões que você toma ou como você interage com os outros?

À medida que você passa mais tempo refletindo sobre essas questões, pode perceber que se torna muito mais consciente de suas próprias emoções e do papel que elas desempenham em sua vida diária.

  • Faça um balanço de suas forças e fraquezas emocionais. Quão bem você se comunica com os outros? Você se sente com impaciência, raiva ou aborrecimento com frequência? Quais são algumas maneiras pelas quais você pode lidar com esses sentimentos de maneira eficaz?

Reconhecer suas fraquezas permite que você procure maneiras de lidar com essas deficiências.

  • Tenha em mente que as emoções tendem a ser passageiras e podem mudar rapidamente. Um colega de trabalho pode irritar você ou seu chefe pode lhe dar uma tarefa frustrante para concluir.

Antes de reagir, lembre-se de que essas coisas são temporárias, portanto tomar decisões precipitadas com base em emoções intensas pode prejudicar seus objetivos e seu sucesso em longo prazo.

inteligência emocional

Prática de Auto-regulação

Daniel Goleman identificou a auto-regulação como uma parte crítica da inteligência emocional. Estar ciente de suas emoções é um primeiro passo importante, mas você também precisa ser capaz de administrar as coisas que está sentindo.

Pessoas que possuem boa auto-regulação são capazes de se adaptar bem a situações de mudança. Elas não engarrafam as coisas, mas esperam formas apropriadas de expressar suas emoções, em vez de apenas reagirem impulsivamente no momento.

Elas também pensam em como suas expressões emocionais afetam os outros.

Formas de começar a melhorar suas habilidades de auto-regulação no local de trabalho

  • Encontre técnicas para ajudá-lo a lidar com o estresse no local de trabalho. Ter hobbies é uma ótima maneira de começar. O exercício físico também é uma forma saudável de liberar o estresse.
  • Mantenha a calma quando as coisas ficam estressantes no trabalho. Aceite o fato de que você não pode controlar tudo, mas procure maneiras úteis de reagir que não adicionem combustível ao fogo.
  • Tire um tempo para pensar antes de tomar decisões. As emoções podem dominá-lo no calor do momento, mas você pode fazer uma escolha mais calma e racional se der um pouco de tempo para considerar todas as possibilidades.

Melhore suas habilidades sociais

Pesquisas sobre psicologia da emoção também sugerem que pessoas com QE alto também têm fortes habilidades sociais.

Por serem especialistas em reconhecer as emoções das outras pessoas, elas são capazes de responder adequadamente à situação.

As habilidades sociais também são altamente valorizadas no local de trabalho porque levam a uma melhor comunicação e à cultura geral da empresa.

Colaboradores e líderes com grandes habilidades sociais são capazes de construir relacionamento com os colegas e comunicar suas ideias de forma eficaz.

Pessoas com boas habilidades sociais não são apenas integrantes de equipe. Elas são capazes de assumir papéis de liderança quando necessário.

Formas de fortalecer suas próprias habilidades sociais no local de trabalho

  • Ouça o que os outros têm a dizer

Isso não significa apenas ouvir passivamente as pessoas falando. A escuta ativa envolve mostrar atenção, fazer perguntas e fornecer feedback.

Independentemente de você estar em uma função de gerenciamento ou membro da equipe, a escuta ativa pode mostrar que você é apaixonado por projetos de trabalho e está disposto a trabalhar com outras pessoas para ajudar o grupo a atingir suas metas.

  • Preste atenção à comunicação não verbal

Os sinais que as pessoas enviam através de sua linguagem corporal podem transmitir muito sobre o que eles realmente pensam.

  • Afie suas habilidades de persuasão

Ser capaz de exercer influência no local de trabalho e convencer os membros da equipe e supervisores a ouvir suas ideias pode ajudar muito na sua carreira.

  • Evite dramas de escritório, mas certifique-se de que você é capaz de gerenciar conflitos

Faça o seu melhor para ficar de fora da pequena política do escritório que às vezes toma conta do local de trabalho, mas esteja ciente de que os conflitos nem sempre são evitáveis.

  • Concentre-se em listar o que os outros têm a dizer e procure maneiras de resolver problemas e minimizar as tensões.

Torne-se mais empático

Pessoas emocionalmente inteligentes são boas em se colocar no lugar de outra pessoa e entender como se sentem. A empatia é mais do que apenas reconhecer como os outros estão se sentindo. Envolve também como você responde a essas emoções.

No local de trabalho, a empatia permite que você entenda diferentes dinâmicas entre colegas e superiores. Ela também permite que você reconheça quem detém o poder e como ele influencia os comportamentos, sentimentos e interações que fluem de tais relacionamentos.

Algumas maneiras de trabalhar sua empatia no local de trabalho

  • Tente ver as coisas do ponto de vista da outra pessoa. Pode ser um desafio às vezes, especialmente se você sentir que a outra pessoa está errada.

Mas, em vez de deixar que os desacordos se transformem em conflitos importantes, passe algum tempo observando a situação do ponto de vista de outra pessoa. Pode ser um grande primeiro passo para encontrar um meio termo entre dois pontos de vista opostos.

  • Preste atenção em como você responde aos outros. Você deixa que eles tenham a chance de compartilhar suas ideias? Você reconhece sua contribuição, mesmo se você discordar?

Deixar que os outros saibam que seus esforços têm mérito geralmente ajuda a todos a se sentirem mais dispostos a se comprometer.

inteligência emocional

Trabalhe na sua motivação

Outro componente chave da inteligência emocional é algo conhecido como motivação intrínseca. As pessoas que têm um QE forte tendem a ser mais motivadas para atingir metas por si mesmas.

Em vez de buscar recompensas externas, elas querem fazer coisas porque as consideram gratificantes e são apaixonadas pelo que fazem.

Dinheiro, status e reconhecimento são ótimos, mas as pessoas que são altamente bem sucedidas no local de trabalho geralmente são motivadas por algo mais do que isso.

Elas têm um compromisso com seu trabalho, adoram enfrentar novos desafios e seu entusiasmo pode parecer contagiante.

Elas não desistem diante dos obstáculos e são capazes de inspirar os outros a trabalhar duro e persistir para atingir os objetivos.

A inteligência emocional desempenha um papel importante não apenas no bem estar, mas também no seu sucesso no local de trabalho.

Felizmente, há uma série de lições que você pode tirar da psicologia da emoção que lhe permitirão melhorar seu QE e promover maiores competências para melhorar seu desempenho e sucesso profissional.

Liderança e Inteligência Emocional

A inteligência emocional é uma habilidade muito importante na liderança. Ela possui cinco elementos principais, como: autoconsciência, auto-regulação, motivação, empatia e habilidades sociais. Vamos entender cada um deles em detalhes.

  • Autoconsciência

Se você é autoconsciente do que você está passando, está em uma posição melhor para entender os outros e afetar as pessoas ao seu redor.

Isso também significa que você está ciente de seus pontos fortes e fracos. Quando você sentir raiva, segure esse momento e pense no que o deixou tão irritado. Manter um diário sempre ajuda.

  • Auto-regulação

É o próximo passo em que você pensa antes de falar. É um aspecto importante em que você pode se regular. Isso afetará os outros de maneira positiva e não negativa.

Mantenha-se responsável no caso de cometer um erro e tente manter a calma em todas as situações.

  • Motivação

Quando você está motivado para fazer uma série de tarefas, você estará em uma posição melhor para influenciar os outros. Trabalhe em direção aos seus objetivos de forma consistente.

Mostre aos seus colaboradores como o trabalho é feito e dê o exemplo. Mesmo se você se deparar com um desafio, tente encontrar algo de bom sobre a situação.

  • Empatia

Quando você é capaz de se colocar no lugar do outro e pensar em uma situação, isso é conhecido como empatia. Todos os líderes bem sucedidos devem ter empatia com os outros, se quiserem ganhar o respeito deles.

  • Habilidades sociais

O último aspecto é habilidades sociais e é um dos aspectos mais importantes. Habilidades sociais se refere a como comunicar seu ponto de vista.

É a capacidade de construir um relacionamento com os outros, o que torna a relação mais confortável.

Clique no link abaixo e conheça a ferramenta que irá transformar os resultados dos seus colaboradores.

>> Clique Aqui e conheça o Software Avaliação Gratuitamente <<

 

Inteligência Emocional | De Problema À Oportunidade14 min read
Qual pontuação você daria?


E-book Grátis

Descubra os 10 passos infalíveis para uma Avaliação de Desempenho Perfeita.

Informe seu e-mail ao lado

100% livre de spam.